Correr, uma Virtude Viciosa

Autor: Vitor Dias  /   Abril 13, 2010  /   Publicado em Blogosfera Corredora  /   10 Comentários

Correr, uma Virtude ViciosaAceitando tão lisonjeador convite feito pelo Vítor Dias para sua crónica do “Blogosfera Corredora”, por ser um novato e aprendiz no mundo da corrida persigo com breve descrição quem sou e como começou o vício pela corrida.

Apresentando-me, eu Vítor Veloso tem 34 anos, nasci em Lisboa hospital da Estefânia e actualmente resido em Almada, local privilegiado de treino Parque da Paz, meu local de trabalho em Palmela, sou casado e precisamente este ano celebro 10 anos de enlaço sendo muito feliz, amo-te Ruth, e especialmente super feliz por ter uma menina linda, Carolina Filipa.

O meu pretenso Vicio pela corrida começou numa tarde de domingo decorria o ano de 2002 no sítio privilegiado de sempre, Parque da Paz, lembro-me como fosse hoje corri 10km logo na primeira vez, sentia-me muito bem ate que não custou muito, no dia seguinte e que foram o elas, não podia com tantas dores nos músculos mesmo assim não perdi a vontade de voltar a correr e assim foi. Fazia os meus treinos algumas vezes por semana mas não sentia aquele à-vontade em participar nas provas organizadas, aquela ansiedade, se corre mal, se não aguento!! Alguns meses depois a minha primeira prova, foi em 2003 na Mini Maratona de Lisboa 7km, tendo também participado novamente em 2005, seguiu-se Mini Corrida das Fogueiras 2003, 1º de Maio 2003, Terry Foz 2003, corrida do Oriente, Cross do Jamor 2004.

Em 2004 por motivos profissionais tive que deixar de correr mais assiduamente, em 2005 nasceu a minha Carolina e querendo estar sempre presente, aproveitar todo o tempo vê-la a fazer aquelas primeiras coisas, primeira palavra, primeira papa etc.… Principalmente vê-la crescer, também ajudar a Ruth no que era preciso e ao meu alcance, assim pus a corrida de parte, depois acomodei-me há preguiça só ao fim-de-semana ou quando me apetecia e que pegava nos ténis, assim prolongou-se ate ao ano de 2009.

Depois de algum tempo, longo tempo, decidi então regressar a correr com mais frequência, como fazia em 2002. Por isso que digo ”Gosto de Correr”. Em Junho de 2009 recomecei novamente no vício, custou um pouco porque tive que abdicar de algumas coisa para treinar. Mas consegui vencer com muita força de vontade com o apoio incondicional da Ruth e conciliando tudo, família, trabalho e treinos, regressei com muita vontade. Nessa altura já seguia a rede blogosfera corredora com os seus relatos, que logo achei muito interessante.

Tudo começou com o convite do António para participar na Corrida da Festa do Avante, com muita ansiedade lá fui e correu bem, no final apresentaram-me o Joaquim Adelino e sua família, perante a presença da Blogosfera Corredora, pensei que também seria interessante criar o meu Blog.

Em 21 de Setembro de 2009, decidi aproveitar a oportunidade e criei o meu espaço de partilha; com a família, com os amigos, com quem quiser. Correr, uma Virtude Viciosa, nasceu para relatar descrever as provas que participo, treinos não faltando fundamentalmente a família, espaço para incentivar-me, e que o vício da corrida não desmereça. Sendo um blog de um “pretenso corredor” não falará somente de corridas. Falará de outras coisas da vida, daqueles pensamentos que a corrida me ajuda a descobrir, e de muitas fotografias. Durante estes meses já aconteceram vários factos, assiduidade em provas organizadas, aventura da minha primeira Meia Maratona, sendo logo a Sº João das Lampas, a primeira lesão dolorosa, bater o recorde de tempo em prova (4h34) nos Trilhos de Almourol, com meu próximo objectivo de completar os míticos 42195km, Maratona. Um bem-estar agradável a família acompanhar-me sempre, ou quando seja possível, perto e de gostarem do mesmo afecto. Com este método de partilha pela internet, dá a conhecer muitos amigos que dia para dia a amizade Blogosfera Corredora vai aumentando, virtualmente ou nem seja pessoalmente de fim-de-semana a fim-de-semana nas provas organizadas.

O meu Correr, uma Virtude Viciosa esta a disposição de todos aqueles que o querem visitar que não faltara a rubrica de cada prova, treino ou alguma questão em especial que veja ter fundamento, sendo esta a melhor forma de declarar a minha paixão pela corrida.

Desejo bons treinos e provas a todos, sejam eles novos ou experimentados.

Os melhores cumprimentos

Vitor Veloso

Link do Blog: http://correrumavirtudeviciosa.blogspot.com/

24h Portugal 2018

10 Comentários

  1. Miguel Reis 13 de Abril de 2010 8:38

    Amigo Vitor,
    Parabéns pela partilha e pelo regresso às corridas. Gostei muito de ler o seu relato.
    No entanto, não pude deixar de reparar que denota algumas dificuldades em passar as suas ideias à escrita o que, para quem pretende manter uma transmissão regular de ideias pela via escrita, não deixa de ser preocupante.
    Chamo-lhe a atenção para a colocação das vírgulas e dos artigos. Escrever não é falar para o “papel”, seja este digital ou não. Escrever obriga a alguma correcção gramatical e/ou semântica.

    Se me permite, deixo-lhe ainda algumas correcções, pegando no texto do post:

    persigo com breve descrição = prossigo com breve descrição
    eu Vítor Veloso tem 34 anos = tenho 34 anos
    10 anos de enlaço = 10 anos de enlace
    acomodei-me há preguiça = acomodei-me à preguiça
    vício da corrida não desmereça = vício da corrida não esmoreça

    Espero que compreenda que estas minhas rectificações são apenas efectuadas num espírito construtivo de melhoria do nível da língua portuguesa utilizada na Blogosfera.

    Melhores cumprimentos.

  2. Ana Pereira 13 de Abril de 2010 9:40

    Vitor Veloso… recente no seu “aparecimento” nas corridas e na blogosfera corredora, depressa me cativou pelos seus discursos de corridas e treinos, sempre elogiando e enaltecendo a família, o que francamente aprecio.

    Família simpática a acompanhar o corredor, e a fazer desta blogosfera uma espécie de família, para a qual o Vitor muito contribui.

    Um grande beijinho para ele, Ruth e fofinha Carolina, e muitos anos de vida a esta Virtude Viciosa

    E que “a gente” se vá vendo por aí a correr. É certamente muito bom sinal!

  3. Miguel Paiva 13 de Abril de 2010 11:49

    Vitor,

    Muitos parabéns pelo blog e, fundamentalmente, pela dedicação a este virtuoso vício da corrida!

    abraço
    MPaiva

  4. António 13 de Abril de 2010 12:25

    Também recordo esses anos de 2002 e 2003, grandes treinos os nossos, na hora das provas é que eram elas…
    Felizmente que com o passar dos anos o Vitor voltou às corridas e até às participações em provas.
    Também recordo essa corrida do Avante e a cara dele quando lhe disse que iamos correr a um ritmo de 5min/km.
    Nos últimos meses o Vitor teve uma evolução muito boa, pelo meio aventurou-se também a partilhar aqui na blogosfera as suas aventuras, pela evolução e pela partilha os meus parabéns.
    Continuação.
    Abraço do cunhado corredor.

  5. Mário Lima 13 de Abril de 2010 17:50

    Olá Vitor

    Foi com muito prazer que te conheci na meia da Maratona e, a partir daí, tem sido um reencontrar em diversas provas tanto de estrada como de trilhos.

    O teu “Correr, uma virtude viciosa” é a imagem do que tu és, não procuras palavras sábias, torneadas, escreves o que sentes e isso é mais importante que aqueles que muito belo escrevem mas pouco dizem, pois não lhes sai da alma.

    Continuarei a ler os teus escritos e sei eu que, em muitos deles, fiz parte das mesmas aventuras. Ao ler esta tua prosa estou a ver-me também, pois também fiz a minha travessia no deserto, mas enquanto tiver amigos como tu a correr a meu lado, por certo será quando não puder mais com os ténis que os arrumarei.

    Abraços

  6. Luis Ornelas 14 de Abril de 2010 9:59

    Ébom ler bons escritos e exemplos de atletas .Não é que não goste dos craques mas este exemplo dos não craqueé melhor
    Um abraço corridinho
    lafornelas

  7. Luís Mota 14 de Abril de 2010 21:25

    Amigo Veloso!
    Felicito-o pelo espaço, apesar de recente, permanentemente actualizado.
    É com regularidade que visito o “Correr uma Virtude Viciosa” e gosto da forma como a “casa nos recebe”.
    Já o Victor Veloso é um daqueles bons Amigos aqui da blogosfera.
    Grande abraço para ti companheiro.

  8. Fernando Andrade 15 de Abril de 2010 11:42

    O Vitor Veloso é o exemplo daquele bom companheiro que gostamos de encontrar por aí, por onde vamos dando largas à nossa vontade de correr -a tal “virtude viciosa”, com que rotula o seu espaço. Sou um seguidor atento do que ele nos vai contando. E gosto do amigo que ali se vai retratando nos seus escritos, que até poderão não ter o “rigor gramatical e semântico” que o amigo Miguel Reis tem dificuldade em deixar passar.
    Embora defenda um texto bem escrito, acho que o objectivo principal de um blogue sobre corrida não passará por ser uma jóia literária ou um simples exemplo de bem escrever.
    Compreendo os reparos do Miguel Reis, feitos, aliás, de forma correcta e educada, mas penso que poderão constituir algum entrave à livre expressão das ideias e, na blogosfera corredora, mau é se as pessoas deixarem de escrever, com receio de o não fazerem correctamente.
    Caro Vitor, continue a manter a “virtude viciosa” como um espaço agradável,e terá à sua volta cada vez mais amigos a partilharem dessa mesma virtude que é a corrida.
    Grande abraço.
    FA

  9. joaquim adelino 16 de Abril de 2010 22:06

    Olá amigo Vitor, recordo aquela excelente prova da Meia Maratona de S.João das Lampas onde praticamente foi feito o teu batismo nas corridas de longa distância na companhia também do António Almeida, foi praticamente também a partir dali que nasceu esta “Virtude Viciosa” que tenho acompanhado desde a sua criação, é também uma visita constante ao meu “Pára” onde são depositadas palavras sempre simpáticas e encorajadoras.
    O facto de merecer destaque neste espaço representa um grande sucesso conseguido nas corridas e na simpatia sempre presente com que envolve e se deixa envolver pelos amigos.
    Amigo Vitor sigue sempre este caminho bem emparedade pela excelente família que te acompanha e vai escrevendo porque gostamos daquilo que escreves, mesmo que para isso mereças os reparos de alguns, a brincar te digo e a mais alguém: o pessoal do Norte tão bem falam o português como o escrevem, mas de vez em quando meio a brincar meio a sério brincam com a escrita e todos nós entendemos, ou se calhar nem todos!!!
    Um abraço.

  10. Nuno 19 de Abril de 2010 8:42

    Ola Vitor
    Felicito-o pela forma de estar no atletismo. Parabens pelo seu blog, que visito.
    Boas corridas
    Um abraço
    Nuno

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.