Somos uns tontinhos a reclamar

Autor: António Pinheiro  /   Outubro 12, 2021  /   Publicado em Passa-se isto assim assim

Somos uns tontinhos a reclamarAqui há anos, li uma entrevista à jornalista e escritora Marisa Moura, na qual ela dizia que somos uns tontinhos a reclamar.

Apreciei bastante e recordei-me dela, há dias, quando me dirigi ao balcão do café onde habitualmente almoço, para pagar a refeição. Naquele momento, um dos clientes que habitualmente vejo por lá, refilava sobre o que acabara de comer. Filosofava sobre o valor do seu dinheiro, que tanto poderia almoçar ali, como noutro sítio qualquer, que quando paga gosta de ser bem servido. E esbracejava. E criticava os seus companheiros de repasto por não estarem a reclamar como ele, até que um deles diz “eu gostei”, “não gostaste nada!”

O próprio dono do estabelecimento, totalmente espantado com aquele espectáculo disse “quando for assim, se ao provar vir que não está bem, diga logo que eu sirvo-lhe outro prato, não coma tudo contrariado!”

O que é que a comida do homem tinha? Não sei. Mas ele ficou muito satisfeito pelo modo como apresentou o seu desagrado.

Como ele, há muitos:

  • Já viu este bife? Olhe bem para o bife? Era capaz de comer este bife?

O que faz um funcionário da restauração nestes casos, para além de insultar o cliente para dentro?

  • Isto não é um bife! Isto pode ser outra coisa qualquer, mas não é um bife!

Ou o “pedagógico”:

  • Se você não sabe cozinhar um bife, eu ensino!

Qual é a dificuldade de articular um simples:

  • Peço desculpa, mas este bife não está bom.

É tão simples e, a grande vantagem, é que o staff percebe logo, à primeira, sem desenhos.

Já me esquecia do tão típico:

  • Quer que lhe faça um desenho?

Somos uns tontinhos, para não dizer, muito mal educados.

Sobre António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.
Provas de Trail

Comentários encerrados.

X