Benefícios nutricionais imbatíveis da sardinha

Autor: Aldina Rodrigues  /   Setembro 24, 2021  /   Publicado em Alimentação, noticias
Tags: B12 e vitamina D, beneficios da sardinha, Ómega 3, sardinha, vitamina B2

Benefícios nutricionais imbatíveis da sardinhaSabias que a sardinha é rica em ómega-3 de qualidade (EPA e DHA) que têm propriedades anti-inflamatórias e pode otimizar a performance do corredor tal como ajudar na sua recuperação?

Antes considerado o peixe dos pobres, é agora procurada pelos seus benefícios na saúde.

Os benefícios nutricionais da sardinha são imensos. A rainha dos peixes é abundante no mar, mas a sua captura exaustiva atualmente envolve problemas ecológicos e até éticos a nível de sustentabilidade. Desde sempre faz parte da cozinha mediterrânea e norueguesa e atualmente começa a ser mais conhecida e utilizada mundialmente pelas suas propriedades nutricionais.

A concentração de mercúrio no peixe é uma preocupação crescente nos nossos dias. Há espécies com níveis de mercúrio mais preocupantes o que depende do seu tamanho na cadeia alimentar e dos anos de vida do peixe. O tubarão pode chegar até 250 kg com mais anos de vida é um predador de muitas espécies o que aumenta a probabilidade de ter mais carga tóxica, contaminantes e metais pesados acumulados.

Os peixes mais pequenos como as sardinhas têm menos tempo de vida, vivem mais à superfície do mar, alimentam-se de plâncton, micro vegetais marinhos e nutrientes que boiam na superfície do mar o que os torna uma opção mais saudável. Em traços gerais, quanto menor o peixe melhor.

As sardinhas são sustentáveis pela sua grande capacidade de repovoação se forem respeitadas as regras de pesca pelos países. São abundantes no mar do mediterrânio e não se dão bem em viveiro o que é uma ótima notícia.

Um peixe pequeno com um grande valor nutricional

Quer sejam frescas ou em lata (água, azeite, tomate…) o tamanho da sardinha surpreende nos valores nutricionais.

Um alimento anti-inflamatório, rico em nutriente, minerais e fáceis de preparar para as mais variadas refeições. Contém nutrientes como:

– Ómega-3 (ácidos gordos, EPA e DHA) que são essenciais para combater processo inflamatórios, com benefícios cardiovasculares, manutenção de uma boa função cerebral…).

Proteína de qualidade e como exemplo uma lata de sardinha pode ter 20 gr além de todos os outros nutrientes.

– Minerais como o potássio, magnésio, niacina, cobre, selénio, fosforo, manganês e folato. São também uma boa fonte de cálcio, e um elemento versátil de incluir na dieta se não ingere lacticínios.

– Vitaminas como a B2, B12 e vitamina D que têm um papel importante na função cognitiva.

A sardinha é um alimento com qualidades excelentes para incluir na dieta, além de ser um alimento em conta e fácil de preparar.

Em Portugal a sardinha assada é a rainha nas festas populares acompanhada com uma salada saudável, batata cozida ou a murro é uma delícia! Depois do verão podemos optar por versões deliciosas em lata, atualmente já reconhecida como um petisco gourmet que com um pouco de imaginação pode transformar uma simples sardinha em um manjar dos deuses.

Algumas dicas a ter em conta quando comprar sardinhas em lata:

– Evitar sardinhas em óleo de soja.

– Ver o teor de sal nas sardinhas em tomate, escolher uma marca com baixo conteúdo.

– Dar preferência a sardinhas em água e azeite virgem, compara sempre o teor de sódio entre marcas e optar pelas que têm o teor mais baixo.

– Verificar a data de expiração.

– Guardar em local fresco.

– Comparar valores de sódio, há marcas com conteúdos mais elevados.

– Se não acabar as sardinhas não as guarde na lata, guarde em um recipiente de vidro fechado, por no máximo 2 ou 3 dias.

No caso das sardinhas frescas

– A pele de uma sardinha fresca deve ser firme e brilhante. Tal como os olhos e com pouco cheiro a peixe.

– Não devem estar mais de 2 dias no frigorífico antes de serem consumidas.

Boas Sardinhadas!!

Leia também ...  Vegetariano e corredor: Performance – Parte III
Provas de atletismo em estrada

Comentários encerrados.

X