Se chegaste à hora, já estás atrasado

Autor: António Pinheiro  /   Dezembro 17, 2020  /   Publicado em Passa-se isto assim assim
Tags: chegar a horas, chegar atrasado, opiniões, pontualidade

António Pinheiro

Era este o título, em Inglês, de um texto que li há tempos sobre pontualidade.

O autor defendia que, quando marcamos uma hora para uma ocorrência, essa é a hora da ocorrência, não a hora a que chegamos à ocorrência. “Ah… ele marcou às 10h, mas aquilo não começa às 10h…”

Aqui há anos, organizei um concerto com hora marcada para as 17h. Às 16h59 dei indicações à orquestra e ao coro para entrarem em palco. O Presidente da Junta que co-organizava o evento comigo, fica muito espantado: 

  • Já vais começar?

  • São 17h.

  • Mas quando se marca para as 17h, é para começar lá para as 17h15.

  • Se eu quisesse às 17h15, tinha marcado às 17h15.

  • Mas ainda está a entrar gente!

  • Comprassem um relógio

Um casal de amigos meus, dos tempos da faculdade, era tão atrasado, mas tão atrasado, que um dia  foram ver um concerto meu e chegaram a meio da segunda parte… e tinha havido intervalo. 

  • Pinheiro, dá tempo de fumar um cigarro antes do ensaio?

  • O ensaio começa daqui a um minuto, se conseguires fumar num minuto…. dá.

Os relógios são como as trelas dos cães. Servem só para enfeitar o pulso. Do mesmo modo que muita gente usa a trela no pulso, enquanto o cão passeia livremente, muita gente usa o relógio, enquanto viola horários livremente, só faltando dizer “O relógio é que se pôs a jeito”.

O grande paradoxo do relógio: é tão ostentado como ignorado.

Temos relógio no pulso, na parede, no computador, no telemóvel. Temos o GPS que calcula o tempo que demoramos do ponto A ao ponto B e até nos oferece trajectos alternativos, para não perdemos tempo.

Mas a pontualidade é um conceito estranho no modo de vida Luso. Tão estranho que se encara a falta dela como normal e aceitável. E isso irrita tanto…

Chegamos ao ponto de postular que “Chegar cedo é falta de educação.” Este absurdo é repetido à exaustão, com a maior das naturalidades. A sério? Vocês acreditam mesmo nisso? A Terra para vocês é plana… só pode…

Não, não. Chegar atrasado é que é falta de educação, senhores!

E o tão famoso “Quem diz 9h, diz 9h30…”?

Por favor…. Há meia-hora de diferença. Sabem a quantidade de coisas que se pode fazer em meia-hora?

“Só estamos 10 minutos atrasados.”

Só???

Bem, não vos roubo mais tempo.

Leia também ...  Este ano morreu gente, que nunca tinha morrido antes

Sobre António Pinheiro

Profissional de marketing, músico e corredor por prazer. Corre na estrada, no monte e de um lado para o outro na vida, atrás e à frente dos filhos.
Maratona de Helsinquia

Comentários encerrados.

X