O que é uma Alimentação saudável e equilibrada? Como definir?

Autor: Filipa Vicente  /   Julho 28, 2020  /   Publicado em Alimentação, Notícias
Tags: alimentação saúdável, atividade física, roda dos alimentos

O que é uma Alimentação saudável e equilibrada? Como definir?Estando na era da informação, parece estranho que seja tão difícil encontrar uma resposta clara e concreta para estar pergunta. Não podemos dizer que não existe mas não podemos encontrar um padrão igual para todos. No entanto, podemos definir um conjunto de premissas que devem ser respeitadas para que um padrão alimentar seja promotor de saúde, contribua para a prevenção da doença e otimize o rendimento físico e intelectual do indivíduo.

Em 1937, um médico argentino chamado Pedro Escudero definiu o que chamou de uma alimentação ideal como sendo:

“Uma alimentação quantitativamente suficiente, qualitativamente completa, harmoniosa e adequada ao indivíduo”

Esta definição identifica os princípios chave de um padrão alimentar dito saudável:

  • Quantidade: o alimento “certo” na quantidade errada é um veneno. As porções devem ser adequadas às necessidades energéticas, de macro e micronutrientes do indivíduo que são dependentes das suas características (sexo, peso, idade) e do seu estilo de vida.

  • Qualidade: devem ser privilegiados alimentos nutricionalmente densos e de valor acrescentado. Uma regra de bolso para este princípio passa por ter na base da alimentação diária alimentos o mais próximos possível da natureza como fruta, hortícolas, oleaginosas, carne, peixe, cereais e derivados pouco processados e alguns lácteos.

  • Harmonia: os alimentos devem ser escolhidos, combinados e a sua porção deve ser adequada de acordo com o seu valor nutritivo e as necessidades de um indivíduo. Uma alimentação harmoniosa é equilibrada, variada e frugal.

  • Adequada ao indivíduo: e sobretudo à situação no momento, não existem alimentos saudáveis ou que não sejam saudáveis. Existem sim alimentos nutricionalmente mais interessantes do que os outros mas para um indivíduo alérgico ao ovo, o ovo não é saudável, e para um celíaco a massa de trigo não é adequada.

Estes objetivos devem acompanhar o seu dia a dia nas escolhas alimentares tanto à mesa como na aquisição de bens alimentares:

  • Prefira alimentos com o mínimo de ingredientes possível, o mais próximo possível da natureza

  • Inclua sempre fruta e hortícolas no seu dia a dia, siga a regra dos 5 por dia: 1 sopa de hortaliças, 1 pires de salada variada, 1 pires de verduras cozinhadas e 2 peças de fruta. São 5 passos para uma saúde ótima.

  • Adeque as porções à sua atividade física

  • E não retire nenhum grupo da Roda dos Alimentos da sua alimentação diária, todos são necessários nas porções certas para otimizar o seu estado nutricional.

Comer é um ato tão natural que nos esquecemos frequentemente da sua importância. Comer bem não é fazer uma dieta mas sim escolhas conscientes e positivas todos os dias.

Leia também ...  DGS lança campanha para inspirar a prática de atividade física

Sobre Filipa Vicente

Nutricionista (CP1369N) e Professora universitária (IUEM). Escreve para o Correr Por Prazer desde a sua criação em 2008. É essencialmente uma facilitadora de escolhas na busca da melhor versão de nós mesmos. Site oficial: www.filipavicente.net
Polipromotion

Comentários encerrados.

X