Correr uma maratona com sapatilhas novas

Autor: Vitor Dias  /   Junho 22, 2020  /   Publicado em Equipamento, Notícias, Testes (reviews)
Tags: asics, asics novablast
Tempo de Leitura: 2 minutos

Correr uma maratona com sapatilhas novasSempre ouvi dizer para não estrear equipamento novo numa prova e muito menos umas sapatilhas. Mas os equipamentos vão mudando e nos dias de hoje pode já não ser assim. Corri 42,195 metros com umas sapatilhas novinhas. Eis como a coisa me correu.

Nunca recuso um bom desafio e após 6 meses sem correr uma longa distância devido à pandemia que nos atormenta, acedi ao convite de dois amigos para correr um “longão” como dizem os nossos amigos brasileiros. Não havia distância determinada nem tempo de corrida. Apenas que sairíamos cedo para o que desse e viesse.

Aproveitei a ocasião para testar as novas Asics Novablast, que aqui já tinha anunciado o seu lançamento e características e que tinham acabado de chegar. Estava algo curioso, não com a marca que por si só já é uma garantia de qualidade, mas pelo modelo que apresentava algumas novidades, algumas detetadas logo à primeira vista.

Como já tinha escrito em alguns testes que fiz, os equipamentos já não são como há uns anos atrás e as marcas estão hoje muito mais atentas às necessidades dos atletas, ouvem as suas opiniões e os resultados resultam em equipamentos mais ao gosto de quem os utiliza, sejam eles têxtis ou calçado.

O que acontecia também há uns anos atrás, era o lançamento de modelos que não eram mais do que ligeiras alterações às cores, mudando o visual e atraindo os atletas que davam mais importância à moda do que ao conforto e à segurança. Hoje já não é assim e a Asics, marca japonesa que acabou de comemorar 71 anos de existência, vem lançando calçado inovador, com novos materiais e cada vez mais vai marcando a diferença como uma marca de confiança na área da corrida.

As novablast são extremamente leves, ao tirá-las da caixa notei logo neste pormenor, que não sendo para mim dos mais importantes, não deixa de ser um fator a considerar. O número 42 (UK 8) pesa aproximadamente 263 gramas.

Gostei do amortecimento, idêntico a outros modelos da marca, suave e sem grandes variações ao longo do longo percurso efetuado. Mas o que mais destaco neste modelo é a estabilidade. A sola é extremamente larga e “ampla”. Tem uma base que sai do próprio alinhamento do calcanhar. Sentes que tens apoio traseiro, que há algo que ampara mais do que é habitual. Após a corrida de 42 km, que foi praticamente toda feita em terreno liso, fiz passados 4 dias uma outra em empedrado e micro cubo (pela linha do elétrico) e fiquei bem impressionado. A sola tem boa aderência (só fiz em terreno seco) mesmo em subidas íngremes que fiz questão de testar.

Em resumo e voltando ao tema do título deste artigo, já não há razão para nos dias de hoje, calçar umas sapatilhas, andar com elas em casa, fazer umas caminhadas para os pés se adaptarem. Corri 42 km com elas e os meus pés nada notaram. Sem bolhas, sem marcas de fricção na pele, pés impecáveis.

Com as novablast da Asics, é abrir a caixa, calçar e correr, seja que distância for.

Boas corridas.

Resumo
  • Design
  • Amortecimento
  • Flexibilidade
  • Estabilidade
  • Torsão lateral
  • Conforto
  • Refletores
  • Costuras
  • Altura
  • Cordões
  • Aderência em asfalto (seco)
  • Preço
  • Relação Qualidade/Preço
4.5
Leia também ...  Como são feitos os sapatos de corrida?

Sobre Vitor Dias

Autor e administrador deste site. Corredor desde 2007 tendo completado 54 maratonas em 15 países. Cronista em Jornal Público e autor da rubrica Correr Por Prazer em Porto Canal. Site Oficial: www.vitordias.pt
Vila do Conde Outlet Fashion

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*