Dia Mundial das Massas

Autor: Filipa Vicente  /   Outubro 25, 2018  /   Publicado em Alimentação, Notícias  /   Sem Comentários

Dia Mundial das MassasMitos e verdades sobre a MASSA

Hoje, dia 25 de Outubro , celebra-se o Dia Mundial das Massas e este que continua a ser o alimento do corredor merece um destaque especial. Numa altura em que muito se escreve e lê sobre nutrição, fique a conhecer os mitos mais conhecidos sobre a massa e a verdadeira versão dos factos.

1 – A massa é um alimento processado, caracteristico do mundo moderno  

Na verdade, as raízes da massa assentaram no início da agricultura e sobretudo da produção de cereais quando o Homem descobriu que podia moer os cereais, misturar com água e fazer uma pasta que cozia no forno e não era pão porque não levedava.

A única diferença face ao produto que hoje conhecemos são as proporções de farinha e o processo final de extrusão que dá uma forma distinta ao gosto de cada um.

2 – Não é aconselhável se quer perder peso

O emagrecimento requer um défice energético, o requisito chave, e a massa tem um baixo valor energético considerando a sua riqueza nutricional e volume, fornece 350kcal/100g em cru.

Adicionalmente, tem um impacto glicémico menor e promove uma maior saciedade quando comparado ao arroz graças ao teor de fibra acrescido mesmo nas versões “normais” não integrais (2 a 3g de fibra/100g) por isso é um alimento excelente para encher o prato e o olho.

3 – O problema da massa é o glúten

Se é um doente celíaco, ou tem alergia não-celíaca ao trigo, pode ser obrigado/a a retirar todas as fontes de glúten da alimentação. Felizmente o mercado já dispõe de massas sem glúten. Não deixe de experimentar a nossa proposta de lasanha sem glúten.

No entanto, se não tem qualquer intolerância a esta proteína presente nos cereais como o trigo, a cevada e o centeio, não tem necessidade de retirar a massa da sua alimentação e deve enquadrá-la numa alimentação equilibrada e variada.

4 – A massa tem pouco interesse nutricional

Além da sua riqueza em amido, a nossa forma privilegiada de hidratos de carbono com uma absorção gradual e sustentada, a massa fornece vitaminas do complexo B como a B1, B2 e B6 que são essenciais no metabolismo energético mas também é uma excelente fonte de mimerais essenciais como o fósforo e o potássio.

Se compararmos com o arroz branco, a massa comum é nutricionalmente mais rica e aporta mais micronutrientes.

5 – O molho estraga tudo

A massa é dos alimentos mais versáteis que pode combinar nos seus pratos. Pode simplesmente acompanhar carne ou peixe mas pode também servir de base para diversos pratos saborosos. Exemplo disso mesmo são as receitas que publicámos recentemente como foi o caso do prato de Bacalhau à Brás mais amigo do corredor.

Mas mais do que isto, pode saltear a massa com verduras (cogumelos, tomate, courgete) e fazer um bom molho de tomate (tomate, coentros picados ou manjericão) sem estragar o prato final.

Não existe nenhum motivo para eliminar um alimento nutricionalmente equilibrado, versátil e completo da sua alimentação. Preocupe-se apenas em ajustar as porções às suas necessidades energéticas.

Maratonas na Europa

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.