Sobem por mim acima como doidos

Autor: Vitor Dias  /   Maio 25, 2018  /   Publicado em Notícias  /   Sem Comentários

Sobem por mim acima como doidosNão tenho tido descanso nos últimos tempos. Eles vêm de todos os pontos do globo. No ano passado subiram por aqui acima 15 mil pessoas e este ano já foram mais de 2 mil almas a subir aos meus 2.351 metros, o ponto mais alto de Portugal.

Mas por estes dias quem cá vem a cima é gente com muita pressa. Hoje foram 51, todos equipados a rigor, calções e t-shirts garridas e a condizer, contrastando com os altamente equipados até aos dentes que cá vêm no inverno. Sobem em poucos minutos (o primeiro classificado – Guilherme Fernandes fê-lo em 43 minutos e 27 segundos) e descem com mais calma pois a competição só conta a subir.

Começaram lá abaixo, um a um, na casa da montanha e galgaram por mim acima como se amanhã não tivessem que correr novamente lá ao fundo no Faial. Alguns já o fizeram várias vezes, outros é a primeira vez e ficam espantados com o que aqui conseguem avistar.

Desta vez tiveram sorte, o tempo deixou usufruir do que eu tenho de melhor. Houve anos em que não chegaram cá a cima tal era a tempestade. Tanto aqui como em qualquer parte do mundo, nós (as montanhas) somos quem mandamos e o ser humano é pequeno de mais para não nos obedecer.

Amanhã, lá ao fundo, provavelmente irei avistá-los na Caldeira, no Faial, onde 800 corredores de 30 países irão percorrer aqueles trilhos fantásticos que a organiuzação do Azores Trail Run lhes preparou.

Gente dura esta que não suporta estar parada e que ano após anos não deixa de me visitar. Obrigado por o fazerem e por levaram o meu nome e o dos Açores aos 4 cantos do mundo.

Pico.

Ultra Trail Medieval 2019

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.