Maratona de Luxemburgo – Crónica

Autor: Vitor Dias  /   Maio 15, 2018  /   Publicado em Crónicas, Notícias  /   Sem Comentários

Maratona de Luxemburgo - CrónicaHá muito tempo que andava “de olho” nesta maratona. Esta realizava-se sempre no último fim de semana de Maio, o que impossibilitava a minha ida, mas este ano mudou a data e eu não hesitei. Fui até ao pequeno país, que de pequeno só tem mesmo o tamanho.

Esta prova tinha para mim três atrações: a de visitar um país que nunca tinha visitado, a de correr uma maratona de estrada que começava de dia e terminava de noite e a curiosidade de correr uma prova onde uma boa parte do público seria português.

Deslocações e alojamento

Dada a grande comunidade portuguesa residente no país, há muito voos desde Lisboa e Porto em diversas companhias. Fui na TAP e regressei na Easy Jet. Marco sempre as viagens com muita antecedência (neste caso com 5 meses de antecedência), conseguindo assim bons preços. Ida e Volta custou-me 65€. A deslocação de autocarro do aeroporto para o centro da cidade de autocarro demora 30 minutos e custa 2€.

O alojamento não é barato no Luxemburgo. É o país europeu onde o salário mínimo é mais alto e isso explica quase tudo. Fiquei num Ibis, no centro da cidade onde uma noite para duas pessoas em quarto duplo custou 95€ (com pequeno almoço incluído). Quanto a refeições, há muitos restaurantes portugueses e o preço de uma refeição  custa mais ou menos o dobro do preço praticado em Portugal. Como referência, um menu Big Mac custa 8€. Não há cerveja no McDonald’s mas há Super Bock e Sagres por todo o lado.

A cidade

A cidade de Luxemburgo é muito interessante e acolhedora. Cerca de 20% da população do país é portuguesa, mas fiquei com a ideia que na cidade essa percentagem será maior. Não há sítio onde não ouça falar português, desde o motorista do autocarro à segurança do aeroporto ou nos restaurantes. A arquitectura da cidade varia entre o clássico e o moderno e há muitos mas mesmo muitos espaços verdes.

Expo Maratona

A Expo maratona realiza-se na Lux Expo que fica a meio caminho entre o aeroporto e o centro da cidade. Com o mesmo bilhete (válido por duas horas) fui do aeroporto para a Expo e da Expo para o centro da cidade. O autocarro é o 16 e parte junto à saída do aeroporto.

Se já foi a alguma maratona internacional, não vai achar a expo nada de especial. Esta resume-se a alguns stands de marcas de material desportivo, sem grandes novidades. A entrega do kit do atleta, onde consta o dorsal, foi feita de forma rápida, sem filas e por voluntários bastante simpáticos. O local da partida e chegada da prova dá-se neste local. A chegada é dentro do pavilhão da própria expo. Aproveite para ver toda a zona e caso esteja com a família ou amigos consigo, será a altura ideal para combinarem um ponto de encontro para o final da prova. É também aqui onde irá deixar os seus pertences antes do no início da prova.

A Prova

A prova é muito bem organizada, com os kms bem marcados, abastecimentos perfeitos e cortes de estrada impecáveis. Não me lembro de ver um único carro.

O percurso não é fácil; é um sobe e desce constante (522 metros de desnível). O mapa de altimetria que a organização apresenta é enganador pois as subidas e descidas não são muito longas mas são em grande número. Se vem a esta maratona, treine bastante as subidas para não ter problemas.

Em termos de paisagem, das 24 maratonas de estrada que já realizei, esta foi a mais bonita de todas. A prova passa em vários parques (contei umas 10 passagens em parques). Há bandas na rua, muitas delas portuguesas (grupos de Zés-Pereiras, ranchos folclóricos e tunas). Há pontos de animação por todo o lado, com DJ’s e com milhares de pessoas nesses pontos a dançar e a apoiar os corredores. Há locais onde até se tem dificuldade em passar. Nem em maratonas como as de Paris ou Berlim vi apoio tão caloroso.

É curioso começar uma maratona com muito sol e terminar de noite. Há locais onde há pouca luz e outros onde a escuridão é colmatada com tochas. É bonito.

A partida dá-se por caixas de tempo mas os atletas da maratona, meia maratona e maratona em estafetas estão todos juntos; um ponto menos positivo da organização. São mais de 10 mil atletas no total. A maratona teve 1069 atletas que completaram a  prova.

No centro da Europa, com a qualidade organizativa apresentada e com um percurso muito bonito, não compreendo como é que há tão poucos atletas a participaram nesta maratona. Recomendo vivamente esta prova onde espero um dia voltar.

Provas de Trail

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.