Couscous: o corredor não vive só de massa

Autor: Filipa Vicente  /   Dezembro 05, 2017  /   Publicado em Alimentação, Notícias, Slider  /   Sem Comentários

Couscous: o corredor não vive só de massa

Fácil de preparar, nutricionalmente equilibrado, versátil e muito saboroso, o couscous é no fundo a matéria prima da massa concentrada. São originários do Norte de África sendo um prato muito apreciado em Marrocos e trata-se simultaneamente de um prato e de uma variedade de sêmola de trigo-duro.

Trazem uma maior variedade ao atleta e alguma facilidade na hora de preparar uma refeição rápida com hidratos de carbono de boa digestibilidade.
O couscous, enquanto ingrediente, consiste na sêmola de trigo duro partida, cozida a vapor e seca, originando pequenas partículas (ou pedaços) que podem ser rapidamente hidratadas, fornecendo uma boa alternativa ao arroz, massa e batatas.
É uma boa fonte de hidratos de carbono tal como a massa (70%) mas é ainda mais rápido de preparar e combina facilmente com outros acompanhamentos como vegetais, sendo perfeito tanto para um prato quente como para uma salada fria.
Além dos hidratos de carbono, fornece cerca de 12% de proteína o que é mais do que o arroz e as massas convencionais, sendo por isso igualmente perfeitos em pratos vegetarianos.
Sendo 100% sêmola de trigo-duro, tem mais vantagens nutricionais e nomeadamente fornece oligoelementos importantes como o selénio, essencial nas defesas antioxidantes do organismo, assim como potássio que é um eletrólito essencial no equilíbrio hídrico o que influencia vários processos incluindo a contração muscular. Uma chávena de café (a medida que uso para 1 pessoa em cru) de couscous cozido (cerca de 10colheres de sopa) fornece 61% da dose recomendada de selénio e 39% da dose de potássio diária.
O teor de gordura é muito reduzido, mesmo na variante integral, 1 chávena tem menos de 1g e isso justifica também que o seu valor energético seja mais reduzido que algumas massas e que o próprio arroz integral.
Uma vantagem que distingue o couscous claramente dos seus análogos é a facilidade e rapidez de preparação. Basta adicionar água a ferver (na proporção de 1 para 1) e em 3 minutos está hidratado e pronto para combinar com carne ou peixe, ou ainda ovos.
Pode ainda aproveitar para aproveitar a água de cozedura das verduras (ex:. brócolos, cenoura, couve portuguesa) e otimizar o teor de micronutrientes da sua alimentação uma vez que assim não se perdem e a água é aproveitada também para dar um sabor extra.
Não perca no artigo anterior uma excelente opção para preparar este ingrediente como acompanhamento do seu almoço/jantar. É perfeito para uma refeição mesmo se deseja emagrecer uma vez que o teor de fibra e o baixo valor energético por porção vai ajudar a dar cor e sabor ao prato sem pesar.
Pelo seu valor nutritivo e pela facilidade de digestão e preparação, são perfeitos para o dia antes da prova, assim pode alternar com massa.

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.