Correr envelhece?

Autor: Vitor Dias  /   Outubro 20, 2016  /   Publicado em Lesões e Doenças, Notícias, Slider  /   Sem Comentários

correr envelheceOlhamos para muitos corredores, principalmente os que fazem grandes distâncias, e quase todos eles aparentam ter mais idade. Será que a corrida envelhece ou será apenas aparência?

A prática de exercício estimula a produção de radicais livres, mas os corredores produzem mais substâncias antioxidantes em repouso.

Um dos principais mitos sobre a corrida é se ela promove o envelhecimento mais rápido ou não. Primeiro: a corrida é um dos exercícios com maior gasto calórico. Uma pesquisa publicada no The Journal of the American College of Cardiology mostrou que correr cinco minutos todos os dias pode reduzir o risco de morte por problemas cardíacos. Participaram da pesquisa mais de 55 mil pessoas, 24% praticavam a corrida. Em 15 anos, do total de entrevistados, 3500 morreram, a maior parte devido a problemas cardíacos. Os corredores, segundo os investigadores, apresentaram 30% menos risco de morte por qualquer tipo de doenças e 45% por problemas cardíacos.

O mito sobre o maior envelhecimento dos corredores é antigo. Um estudo realizado pela Universidade Federal de São Paulo mostrou que durante a corrida a produção de substâncias que podem oxidar as células, os famosos radicais livres, é maior do que os atletas que não praticam actividade física intensa. No entanto, os corredores, quando em repouso, produzem mais antioxidantes, substâncias que destroem os radicais livres e actuam na reconstituição de células danificadas.

Os responsáveis pelo envelhecimento são os radicais livres, daí o mito da relação com a corrida. Mauro Vaisberg, especialista em medicina desportiva que também participou da pesquisa, explica que, durante o exercício intenso, os atletas respiram mais e, por isso, produzem mais radicais livres. Em repouso, o organismo equilibra a “conta” produzindo mais antioxidantes.

A conta pode desequilibrar de forma positiva se os corredores, principalmente os amadores, seguirem uma dieta que inclua frutas, verduras e legumes que são ricos em antioxidantes. Aveia, azeite, limão, laranja, morango, linhaça e vinho tinto são bons exemplos de alimentos ricos em antioxidantes.

Outro ponto do estudo sobre a relação entre envelhecimento e corrida é sobre a exposição ao sol. Atletas que correm na rua estão sujeitos aos raios ultravioletas que, em excesso, provocam o envelhecimento da pele. Nesse caso, a solução é simples: filtro solar, óculos, boné e roupas adequadas.

Mito superado, agora é calçar as sapatilhas, roupa leve, protector solar em todo o corpo e acelerar o passo. Afinal, a prática regular da corrida, segundo uma pesquisa da Sociedade Europeia de Cardiologia, é capaz de aumentar em até seis anos a expectativa de vida em comparação a uma pessoa sedentária.

Corrida do Coração

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.