Como viajar barato para as maratonas

Autor: Vitor Dias  /   Outubro 30, 2016  /   Publicado em Maratona, Notícias, Slider  /   1 Comentário

viajar baratoHá vários corredores que me perguntam como consigo fazer várias maratonas internacionais e se isso não se torna demasiado dispendioso. Eis algumas dicas de como poderemos viajar de forma barata.

Como diz o ditado, “quem não tem dinheiro não tem vícios”. Se a corrida é um vicio e o valor que temos para gastar com a corrida não é muito, teremos que “esticar”, poupar aqui e ali e conseguir realizar um ou outro sonho.

Inscrição na prova
Esteja atento às diversas fases de inscrição. A primeira fase é sempre mais barata. Para além disso, se vai viajar num grupo grande, há maratonas que fazem desconto para grupos.

Marcar viagens com antecedência
É um risco mas se queremos poupar, a poupança começa aqui. Normalmente faço um plano anual das maratonas internacionais que pretendo fazer, embora com o tempo vá ajustando, eliminando uma ou outra e inserindo outras antas. Marco as viagens normalmente com pelo menos meio ano de antecedência.

Onde marcar as viagens
Já há muitas companhias low-cost e por isso há que as aproveitar. Já há este tipo de companhias com partidas de Lisboa, Porto, Faro, Funchal e Ponta Delgada. Basta escolher a que mais lhe interessa. Uma  dica que vos deixo é ir aos sites dessas companhias e ver os destinos disponíveis. De seguida basta pesquisar as maratonas desses destinos e vai ver que já terá uma lista vasta de potenciais maratonas. Uma outra ideia e que uso muito, é consultar o site Skyscanner e pesquisar o destino pretendido. Irá obter muitas opções com ou sem escalas.

Tenha em conta que nas companhias low-cost os preços estão sempre a mudar, por vezes quase de hora a hora. Não se admire que após várias pesquisas do mesmo voo, o preço vá aumentando. Uma dica importante: pesquise num dispositivo para ver o preço e depois faça a marcação noutro. Eu já obtive um preço num computador, umas horas depois noutro computador o preço estava mais barato e acabei por fazer a marcação na app do meu smartphone por um valor ainda mais baixo. Se tem apenas um computador, limpe os cookies sempre que efectue uma pesquisa.

Alojamento
Pode optar por hotel ou apartamento. Esta segunda hipótese é sempre a mais económica  se viajar em grupo de poucos elementos. Para além do que vai economizar em alojamento, vai poupar também em alimentação já que poderá cozinhar. Há cidades onde a alimentação é bastante cara. Desta forma, terá sempre garantida a sua própria “pasta party” na véspera. Costumo marcar apartamentos no Airbnb e nunca me dei mal. Para hotéis, o Booking continua a ser uma das melhores opções (a opção de poder anular sem custos pode ser bastante vantajosa). Se optar por esta plataforma de alojamento através deste link terá um reembolso de 15€ no seu cartão de crédito após a estadia.

Com um pouco de paciência e alguma sorte, poderá encontrar corredores que estejam interessados em recebe-lo. Há portugueses em locais onde nem imaginamos. Sugiro a página oficial do facebook da prova ou no CouchSurfing para esse efeito.

Tenha em atenção que a localização é muito importante pois se ficar longe da partida ou da chegada, irá gastar dinheiro em deslocações e neste caso o barato pode sair caro. Se a partida da maratona não coincide com a chegada, eu opto sempre por ficar perto da chegada. No dia dá para ir a aquecer até à partida e na chegada já estás perto de “casa”. Esta opção também facilita a logística a amigos ou familiares que te acompanham. Normalmente opto por distâncias não superiores a 2 ou 3 km da chegada. Normalmente quanto menor for a distância, maior é o preço.

Consulte o site oficial da prova, anote os locais de partida, chegada e expo-maratona antes de decidir onde vai dormir. Estude a cidade, linhas de metro e autocarros (há provas em que os atletas não pagam no dia da prova) e não faça a sua viagem exclusivamente para ir correr. Faça com que a corrida seja apenas um pretexto para conhecer novos locais.

Boas corridas, boas viagens, sempre por prazer.

Ultra Sanabria

One Comment

  1. Pingback: Maratona de Geneve – Crónica | Correr Por Prazer ®

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.