Cacau e chocolate na alimentação do corredor

Autor: Filipa Vicente  /   Julho 12, 2015  /   Publicado em Alimentação, Slider
Tags: cacau, chocolate
Tempo de Leitura: 3 minutos

chocolate e cacauÉ rara a pessoa que não gosta de chocolate ou de pelo menos um produto que tenha cacau, na sua forma mais pura ou na forma de chocolate e subprodutos. A matéria prima – cacau tem benefícios mais do que reconhecidos na saúde humana, mas o que pode fazer por si e de que forma o pode inserir?

A composição do cacau, a matéria prima

O cacau é o fruto da árvore Theobroma cacau, depois de colhido, seco e fermentado é triturado e transformado em pó para ser utilizado nas mais variadas formas.

O cacau em pó, alcalinizado e simples (sem nada mais adicionado) é uma fonte por excelência de:

  • Fibra
  • Vitaminas do complexo B (B2, B6, Ácido fólico, B5)
  • Magnésio
  • Fósforo
  • Potássio
  • Cobre
  • Selénio
  • Manganês

Mas, além do teor de vitaminas e minerais, o cacau é rico em compostos designados flavonóides, especificamente compostos como procianidinas e catequinas com inúmeros benefícios na saúde humana.

  • Anti-inflamatórios
  • Antioxidantes
  • Cardioprotectores
  • Anti-cancerígenos
  • Anti-diabéticos

E o chocolate?

Na verdade, acaba mesmo por ser a nossa fonte por excelência de cacau e dos seus benefícios. Pode ter entre 30 e 99% de cacau, sendo este último pouco interessante do ponto de vista organoléptico.

O grande problema do chocolate prende-se com o seu elevado valor energético devido à adição de açúcar, leite e por vezes gordura adicional. No entanto, se corre e tem cuidados com a alimentação regularmente pode e deve incluir uma porção moderada de chocolate diariamente.

  • Prefira um chocolate com pelo menos 70% de cacau
  • Ingira entre 2 e 4 quadrados pequenos diariamente (10 a 20g)
  • Sempre que possível escolha um chocolate de qualidade e produzido com certificação de cacau proveniente de comércio justo
  • Evite o chocolate dito branco, esse sim sem valor nutricional de interesse pela quase completa ausência de cacau nos seus ingredientes
Leia também ...  Super-Alimentos III

Mas posso usar cacau?

Pode também incluir a matéria prima na sua alimentação, em batidos ou numa tigela de flocos de aveia cozidos. A quantidade recomendada por dia, de acordo com os vários estudos, ronda os 20-30g/dia, o que equivale a 1 colher de sopa rasa.

E no desporto?

  • O cacau é também uma fonte de estimulantes – a teobromina o que ajuda a melhorar o seu foco e concentração para o esforço físico e diminuir a percepção de esforço
  • Além do já famoso estudo do leite com chocolate, a utilização de cacau pós treino parece diminuir a sensação de dor e fadiga muscular embora não pareça ter efeito nas proteínas inflamatórias pós-esforço J Strength Cond Res. 2010;24(8):2203-10
  • É uma boa fonte de hidratos de carbono e por isso pode ser uma fonte interessante e saborosa para promover a reposição do glicogénio muscular pós-esforço.

Se corre, o chocolate não lhe pode meter medo, cerca de 45 minutos de corrida moderada queimam facilmente 50g de um saboroso chocolate. Se gosta de chocolate, coma chocolate como fonte de cacau e não subprodutos (ex:. Bolachas, cereais, etc.) porque o teor de cacau é mínimo e com isso perde também os seus benefícios.

Sobre Filipa Vicente

Nutricionista (CP1369N) e Professora universitária (IUEM). Escreve para o Correr Por Prazer desde a sua criação em 2008. É essencialmente uma facilitadora de escolhas na busca da melhor versão de nós mesmos. Site oficial: www.filipavicente.net
Fyke

3 Comentários

    Publique um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    *