Guimarães conquista corredores

Autor: Vitor Dias  /   Junho 28, 2015  /   Publicado em Crónicas, Notícias, Slider  /   Sem Comentários

meia guimaraes 2015Esta semana fomos a Guimarães duas vezes e verificamos que a cidade está rendida à corrida.

Na passada segunda-feira estivemos no Guimarães Corre Corre, que se tornou num fenómeno quase inexplicável no que ao número de participantes diz respeito. São já mais de 400 os atletas que todas as semanas se juntam na Plataforma das Artes daquela cidade. Não importa a idade ou se corre muito ou pouco. Num ambiente descontraído, corre-se pelas artérias da cidade, muitas delas desconhecidas de muitos vimaranenses. Se quiser participar, basta aparecer sem avisar. O nosso amigo José Capela e seus pares irão mostrar-lhe uma cidade repleta de história.

Hoje estivemos na 3ª. edição da Meia Maratona de Guimarães onde participaram cerca de 6.000 pessoas nas 3 provas (meia maratona, 10 km e caminhada de 5 km). A prova teve um ambiente fantástico, do melhor que já vimos em meias maratonas em Portugal. A cidade estava em festa com a Feira Afonsina com diversas actividades, o que trouxe muitos forasteiros, tanto para a prova como para assistir aos imensos espectáculos que a feira proporcionava.

A organização da prova esteve em grande nível, escolhendo um percurso que proporcionou momentos de rara beleza, passando por todo o casco histórico da cidade, pelo Castelo, Paço dos Duques de Bragança, Toural e pela feliz incursão ao estádio do Vitória de Guimarães onde os atletas eram brindados com música e som do público como se aquele anfiteatro estivesse cheio. Destacamos aqui a grande presença de público nos primeiros 7 km que, no que a este aspecto diz respeito, nada ficou a dever às grande maratonas internacionais.

Apesar do calor e das subidas existentes, esta foi uma prova de grande qualidade organizativa num ambiente fantástico, numa cidade de gente que sabe receber e que justamente se orgulha de viver numa cidade que merece ser visitada.

A prova foi ganha por José Moreira e por Dulce Félix.

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*