Ultramaratona “Caballo Blanco”

Autor: Vitor Dias  /   Fevereiro 25, 2014  /   Publicado em Notícias  /   2 Comentários

Pedro Amorim e Carlos SáO ultramaratonista Carlos Sá, atleta da Berg Outdoor, vai participar na 12ª edição da Ultramaratona “Caballo Blanco”, no México. Com início a 2 de março, trata-se de uma icónica corrida com a extensão de 80 quilómetros, em Urique, no estado de Chihuahua, distinguindo-se por ser uma prova com uma forte componente solidária de apoio ao povo nativo Tarahumara.

De caráter anual, a corrida foi fundada em 2003 pelo lendário ultramaratonista norte-americano Micah True – conhecido por “Cavalo Branco” –, com o objetivo homenagear e preservar a cultura e o legado histórico do povo Tarahumara, célebre pela sua notável capacidade de correr longas distâncias para caçar, cansando as suas presas até as apanhar.

A prova tem uma única etapa de 80 quilómetros em trilhos montanhosos entre os 500 e 1800 metros de altitude. Os corredores do povo Tarahumara (também conhecidos como Rarámuri) que participam na prova e completem circuitos estabelecidos pela organização recebem produtos como milho, feijão, arroz ou farinha para as suas famílias. São ainda distribuídos gratuitamente cobertores e alimentação para todos os corredores do povo Tarahumara e para as suas famílias.

Aos 40 anos, o atleta português natural de Barcelos participa pela primeira vez na Ultramaratona “Caballo Blanco”. É o segundo grande teste de Carlos Sá em 2014, depois da sexta posição alcançada na Coastal Challenge, prova que decorreu em Rain Forest na Costa Rica, no início de fevereiro.

Recorde-se que julho de 2013, Carlos Sá alcançou o maior feito de um atleta português em corridas extremas de longa distância com a vitória na ultramaratona Badwater – uma das mais duras e seletivas provas mundiais da modalidade, com uma distância total de 217 quilómetros, percorridos numa única etapa, anualmente disputada na zona do Vale da Morte, na Califórnia.

Ontem, 24 de fevereiro, Carlos Sá foi também distinguido com o troféu “O Minhoto” na categoria de Atletismo. Este prémio tem como objetivo reconhecer e premiar publicamente o mérito de atletas, clubes, treinadores, árbitros, dirigentes e eventos desportivos que mais se destacaram no seio das suas modalidades na região Minho.

Declarações de Carlos Sá:

“Será um prazer conhecer ao vivo esta cultura de ultra corredores [do povo Tarahumara], considerados os mais resistentes do planeta. Ali respira-se a essência da Ultra Corrida e os seus valores. Os Tarahumara são um povo que nos mostra a atitude que devemos ter com o desporto. A cultura de partilhar experiências de vida uns com os outros utilizando como meio a corrida. A competição é trocada pelo desafio de correr quilómetros sem fim nos trilhos inacessíveis das suas agrestes montanhas.”

Correr Por Prazer nomeado para blog do ano 2018

2 Comentários

  1. Joaquim Nogueira 3 de Março de 2014 16:39

    Estou curioso quanto à prestação de um nascido para correr entre tantos outros Tarahumaras. Força

  2. Joaquim Nogueira 3 de Março de 2014 18:32

    Aqui fica o resultado para os demais curiosos.

    Parabéns Carlos

    http://ptradical.com/index.php?pag=artigo&ref=9940

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.
Blogs do Ano - Nomeado Desporto