Pipocas: sim ou não?

Autor: Filipa Vicente  /   Outubro 20, 2013  /   Publicado em Alimentação  /   3 Comentários

Doces ou salgadas? Viciantes e saborosas. Perfeitas para ver um filme e um snack apetecível disponível em muitas estações de metro. Podem ser feitas no tacho ou no microondas, suscitam muitas dúvidas e nem sempre há um consenso sobre se “engordam”, ou não. Descubra a verdade e saiba se pode integrar na sua alimentação e como.

 Matéria-prima

São feitas  a partir de milho, mas não o comum, a espécie utilizada para a produção das pipocas é diferente, apresentando espigas mais pequenas e grãos de diversas cores com formatos igualmente distintos, habitualmente pequenos com amido duro ou cristalino.

Tem a propriedade de estourar quando aquecido. O calor faz estourar a casca externa e o núcleo fica com uma textura maleável devido à gelatinização do amido na sua composição.

Valor nutricional

As pipocas feitas da forma tradicional podem ser uma boa fonte de fibra, de baixo valor calórico, têm pouco açúcar e gordura. No entanto, se falarmos das opções mais encontradas como as do cinema ou as de microondas, podem ter tanta gordura como um menu de hamburger e batatas fritas.

Por 100g

Pipocas feitas no tacho

Pipocas de microondas

Pipocas no cinema

Valor energético (kcal)

375

528

505

Proteína (g)

11

9

6

Hidratos de carbono (g)

74

56

59

Dos quais açúcares (g)

1

1

7

Fibra (g)

13

10

28

Gordura (g)

4

30

27

3 Recomendações para umas “Pipocas saudáveis”

  • Modere a porção, a moderação é desde logo a palavra de ordem. Uma tigela de pipocas é plenamente suficiente e tem apenas 150kcal. Uma dose de pipocas de cinema pode variar entre 400 e 800kcal dependendo se for pequena, média ou grande.

  • Faça as suas próprias pipocas. Aqueça um tacho com 1 a 2 colheres de sopa de azeite, adicione cerca de 2 pires de milho para pipoca e feche logo a tampa. Quando os grãos pararem de estourar, tire a panela do lume e passado um pouco destape-a cuidadosamente.

  • Já pode encontrar no mercado algumas máquinas de fazer pipocas que permitem preparar pipocas sem sal, gordura nem açúcar. Pode ser uma boa opção para os fãs mais acérrimos.

Sim ou Não?

Se forem bem preparadas, podem ser uma alternativa de snack saboroso, doce, pouco calórico e extramamente saciantes.

O teor de açúcar depende inteiramente do que é adicionado, por isso se conseguir moderar a quantidade utilizada ou até nem adicionar açúcar, polvilhe com canela, pode fazer a diferença.

Correr Por Prazer nomeado para blog do ano 2018

3 Comentários

  1. António Pires 1 de Maio de 2014 21:03

    por norma como bastantes não tenho notado aumento de peso

  2. Natalia 29 de Abril de 2015 11:26

    Faço minhas pipocas no microondas e sem gorduras, uso apenas água, 5 colheres de sopa de milho e 5 colheres de sopa de água, deixo estourar entre 3 e 5 minutos numa vasilha de louça coberta com filme que resista às temperaturas, faço uns furos com garfo e voilà!

  3. Vitor Dias 29 de Abril de 2015 15:03

    Boa dica Natália.
    Muito obrigado.
    Vou experimentar.
    Boas corridas.
    Vitor Dias

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.
Blogs do Ano - Nomeado Desporto