Adidas Energy Boost

Autor: Vitor Dias  /   Maio 22, 2013  /   Publicado em Testes (reviews)  /   9 Comentários

Adidas Energy BoostTestamos o último modelo da conceituada marca das três riscas. O mesmo promete impulso e energia, anunciando que a sua corrida nunca mais será a mesma. Será mesmo assim? Saiba como as testamos e qual a nossa opinião.

Quanto tenho um par de sapatilhas de corrida novo, faço sempre questão de as usar em casa durante alguns dias para que os pés se adaptem e o piso liso de casa seja mais justo para uma primeira análise, não vá a rua (muitas vezes irregular) levar a uma ou outra opinião negativa precipitada. Calçar as boost ou umas pantufas é a mesma coisa. Muito confortáveis, macias e tem-se uma sensação de amortecimento e de proteção fora do normal.

Após esta primeira impressão, era hora de as pôr á prova para aquilo que elas foram feitas, correr, correr, correr.

Corri mais de 200 kms com elas, alternando com outros modelos e marcas pelo meio. A primeira contrariedade foi que elas me começaram a magoar no “peito do pé”. Não pus a culpa nas sapatilhas e entendi que talvez estivesse a apertar de mais os cordões. Fui mais longe, saltei um buraco e fiz com que o aperto no local onde me apertava ficasse mais folgado. Elas continuaram seguras e o problema ficou resolvido.

Durante os 3 ou 4 primeiros treinos, a primeira impressão não foi a melhor. Não era o desconforto, era o amortecimento que me parecia pouco para aquilo a que tanto tinham publicitado. Ao comentar isto com um amigo que é um corredor assíduo da marca, disse-me que também lhe acontecia isso com outros modelos da Adidas e que com o tempo eu iria mudar de opinião. Dito e feito. Parece que as sapatilhas precisavam de rodagem. Ao fim de 100 Kms elas já tinham sido as eleitas para os meus treinos mais longos.

A sua parte superior em tecido elástico faz com que não seja necessário qualquer tipo de adaptação do pé, pois não há fricção. Claro que deverá escolher bem o seu tamanho. Não aconselho que optem pelo mesmo número que usam, mesmo sendo da mesma marca. O ideal mesmo é experimentar e deixar pelo menos o tamanho de um polegar na frente, isto quando está de cócoras, ou seja normalmente pelo menos 2 números acima do seu tamanho de calçado normal do dia-a-dia.

Quanto à base, é feita de cápsulas que amortecem e impulsionam a passada. Diz a marca que é muito mais vantajosa que a anterior tecnologia (EVA) e que por ser mais resistente à temperatura, torna as mesmas mais resistente e com maior durabilidade.

[embedplusvideo height=”281″ width=”450″ standard=”http://www.youtube.com/v/2QXayMkbvpk?fs=1&hd=1″ vars=”ytid=2QXayMkbvpk&width=450&height=281&start=&stop=&rs=w&hd=1&autoplay=0&react=1&chapters=&notes=” id=”ep2900″ /]

No que à durabilidade diz respeito, é óbvio que com 200 Kms não podemos dar uma opinião válida. O certo é que neste momento, estão como que intactas, o que me leva a pensar que o elevado preço que as mesmas apresentam, possa ser compensado por um maior uso, levando assim a uma poupança – todos sabemos que dificilmente deixamos de correr com umas sapatilhas que tenham o limite de kms anunciados pela marca (+-700).

Em resumo, são sem dúvida umas excelentes sapatilhas de corrida. Não se irá arrepender se as comprar. Não são baratas (150 euros), mas se pode despender dessa quantia, vai adicionar uma mais valia às suas corridas e os seus pés e articulações agradecerão.

Com elas irá com toda a certeza tirar mais prazer da corrida.

Provas de Trail

9 Comentários

  1. Paulo Antunes 23 de Maio de 2013 13:43

    Quando descobri que era um pronador moderado optei por experimentar as Adidas Supernova Sequence, isto a conselho de um especialista do blog O mundo da Corrida, desde o dia que comprei esse modelo que fiquei verdadeiramente fã das sapatilhas da Adidas, hoje entre os vários modelos que tenho quase todos são efetivamente da Adidas e poderei dizer que realmente no inicio parece que não temos o melhor amortecimento, no entanto após a adaptação do pé com a sapatilha verifica-se que essa sensação é errada.

    Quanto a este novo modelo, que a Adidas diz que é revolucionário, nunca usei, logo porque parece que não existe uma versão para pronador, no entanto após este artigo fico com a ideia de que a publicidade feita pela marca tem algo de verdade.

    O que é sempre bom isso acontecer.

    Quanto ao artigo tenho a dizer que mais uma vez este blogue presta um bom serviço a toda esta comunidade de corrida, que assim pode ter a sua disposição uma opinião que vale mais do que qualquer campanha publicitária.

    Parabéns Vitor Dias por mais este contributo.

    Quanto a Adidas eu realmente sou fã do seu calçado de corrida como do seu textil, no entanto penso que os preços usados por esta marca conseguem ser por norma mais elevados do que nas outras marcas e isso inibe que consigamos ter acesso a certos produtos de qualidade que eles têm.

    Mais uma vez os meus parabéns por este artigo.

    Cumprimentos,

    Paulo Antunes

  2. Vitor Dias 24 de Maio de 2013 12:22

    Caro Paulo

    Muito obrigado pelas tuas palavras e confiança acerca do nosso trabalho.

    Cumprimentos

    Vitor Dias

  3. António Barroso 29 de Maio de 2013 17:38

    Caro Vitor estive a ler este artigo e a reler sobre as sapatilhas On-Running escrito pelo João Meixedo e gostaria de saber na sua opinião, e se calhar do João, entre as Boost e as ON-Running qual seria porventura a melhor opção para alguém como eu que gosta de correr, participar nas provas, essencialmente com o intuito de acabar e melhorar tempos, com uma passada pronadora (uso as asics gt2170)
    Cumprimentos e boas corridas

  4. Ricardo Costa 29 de Maio de 2013 17:40

    Boas!

    Mas este modelo não é indicado para pronadores?

    Cumprimentos

  5. sylvio 4 de Março de 2014 16:18

    Olá. Alguém sabe sobre lesões provocadas por esse novo composto da adidas? É que já ouvi comentários que para treinos mais longos (acima dos 12,13kms)não é indicado devido a forte resposta do polímero (solado) para os músculos. coincidência ou não aconteceu comigo…

  6. Rui Henriques 31 de Julho de 2016 21:53

    Boa tarde,

    descobri recentemente que sou pronador moderado e estou com dificuldades em escolher uns tenis para pronador porque sempre usei passada neutra.
    será que me podem indicar, relativamente ás marcas adidas, asics, nike, karrimor, kalenji, etc, qual os respectivos modelos para pronadores.

  7. Vitor Dias 31 de Julho de 2016 21:55

    Olá Rui
    Já há várias marcas que na caixa indicam se é para pronador, supinador ou neutro. Numa loja onde haja várias marcas e onde o funcionário entenda do assunto, não irá ter dificuldade.
    Boas corridas.

  8. Filipe Campos 10 de Agosto de 2016 13:19

    Aconselho todas as marcas menos os Asics Kayano 22. Ao nível dos metatarsos não têm qualquer amortecimento chegando até a magoar. Comprei uns e tive de os devolver à marca e optei pelos Saucony Hurricane (muito bons).

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.