2012 – Resenha de um ano de poucas mas boas provas

Autor: Vitor Dias  /   Dezembro 29, 2012  /   Publicado em Notícias  /   4 Comentários

2012 - Resenha de um ano de poucas mas boas provasEste ano optei por participar em menos provas, tendo decidido alinhar à partida apenas em provas com distâncias superiores a 42 Kms, com a particularidade de serem todas novas, ou seja, nunca tinha participado nem assistido a nenhuma delas (em boa verdade, já tinha participado no Grande Trail da Serra D’Arga em 2011 mas a prova seria interrompida devido às condições climatéricas).

Não fiquei imune às maravilhas da montanha e ao crescente nº. de provas que por este país vai proliferando. Das sete provas em que participei, apenas uma delas foi de estrada, precisamente a última do ano. Em termos gerais foi uma boa escolha, pois há um magnífico país para descobrir e se não o percorremos a correr ou a caminhar, esses bocados de país (por vezes tão perto de nós) ficariam para sempre escondidos e esquecidos.

Eis uma opinião (muito pessoal) relativa às provas em que participei em 2012.

 

II Trilho dos Abutres (Miranda do Corvo)

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição:

Preço:

Percurso (beleza):

Percurso (dureza):

Percurso (marcações):

Abastecimentos:

Segurança:

Assistência Médica:

Prémios de Participação:

Opinião Geral: Miranda do Corvo e Associação Abutrica estão de parabéns pela excelente organização de uma prova dura mas muito bela pela serra da Lousã. Bom ambiente tanto antes como no final da prova. De um modo geral os atletas mostraram-se satisfeitos, razão pela qual a edição de 2013 esgotou em poucos dias as inscrições disponíveis.

 

III Trilhos do Almourol  (Entroncamento)

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição: 

Preço: 

Percurso (beleza): 

Percurso (dureza): 

Percurso (marcações): 

Abastecimentos: 

Segurança: 

Assistência Médica: 

Prémios de Participação: 

Opinião Geral: Prova bem organizada pelo CLAC num percurso que tem o seu ponto alto no Castelo de Almourol. Trata-se de uma prova sem grandes dificuldades técnicas, ideal para quem vem da estrada experimentar a montanha.

 

V Ultra Trail Geira Via Nova Romana  (Gerês)

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição: 

Preço: 

Percurso (beleza): 

Percurso (dureza): 

Percurso (marcações): 

Abastecimentos: 

Segurança: 

Assistência Médica: 

Prémios de Participação: 

Opinião Geral: Percurso lindíssimo. O facto de ser no Gerês diz quase tudo. Percurso relativamente fácil, ideal para quem pretenda iniciar-se na montanha. Parte final original com o atletas a correrem em pleno rio Homem, com a água pela cintura.

 

IV Ultra Trail Noturno Lago de Óbidos

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição: 

Preço: 

Percurso (beleza): 

Percurso (dureza): 

Percurso (marcações): 

Abastecimentos: 

Segurança: 

Assistência Médica: 

Prémios de Participação: 

Opinião Geral: Se gosta de correr de noite, não perca esta prova. Prepare-se para correr na areia, muita areia. Partida na bonita vila de Óbidos e passagem pela lagoa de Óbidos, praia e zona de pinhal. Este ano coincidiu com o mercado medieval dentro da vila. Boa organização.

 

Porto Urban Trail

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição: 

Preço: 

Percurso (beleza): 

Percurso (dureza): 

Percurso (marcações): 

Abastecimentos: 

Segurança: 

Assistência Médica: 

Prémios de Participação: 

Opinião Geral: Conceito inovador recentemente implementado em Portugal com enorme sucesso. O Porto Urban Trail mostrou que é possível correr de noite, por ruas estreitas, no meia das pipas das caves do vinho do Porto e encher a cidade de luz e cor. A repetir.

 

II Grande Trail Serra D’Arga

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição: 

Preço: 

Percurso (beleza): 

Percurso (dureza): 

Percurso (marcações): 

Abastecimentos: 

Segurança: 

Assistência Médica: 

Prémios de Participação: 

Opinião Geral: Prova com uma organização excepcional. Do melhor que já vimos. Segunda parte da prova de extrema dureza. A serra é  encantadora e a dureza não demove os praticantes, que regra geral se mostram satisfeitos. Se está a pensar participar nesta prova, fique atento às inscrições pois as mesmas esgotam em poucos dias.

 

27ª. Maratona de Lisboa

Site (qualidade da informação): 

Facilidade na inscrição: 

Preço: 

Percurso (beleza): 

Percurso (dureza): 

Abastecimentos: 

Assistência Médica: 

Prémios de Participação: 

Opinião Geral: A Capital portuguesa merece melhor. Poucos atletas para uma prova com 27 anos de existência. Não fosse a meia maratona e a maratona por estafetas e seria uma prova tristonha e solitária para os maratonistas. Vale pela passagem em alguns locais bonitos da cidade e pela chegada ao estádio 1º. de Maio. Expo-maratona muito fraca e racionamento de alimentos no final inadmissível. Mesmo assim, não posso deixar uma palavra de apreço para a organização que teve a coragem de durante 27 anos, organizar uma prova de uma distância praticamente desconhecida no nosso país.

Provas de Trail

4 Comentários

  1. AC 30 de Dezembro de 2012 16:03

    Excelente site Vítor. Do melhor que há em Portugal e arredores. Já falei em si ao Presidente da International Association of ultrarunners. É pena que não seja o Vítor a organizar algumas das provas desta cidade. Continue. Marque a diferença. Um bom ano para si e seus.

  2. Vitor Dias 30 de Dezembro de 2012 16:50

    Obrigado pelo seu comentário.
    Não é nossa intenção organizar provas mas sim motivar as pessoas a praticar este desporto que tanto gostamos.
    É esse o nosso lema desde o início da nossa atividade de divulgação da corrida para atletas de pelotão.
    Votos de boas corridas e de um 2013 cheio daquilo que mais deseja.
    Cumprimentos

  3. Paulo Antunes 30 de Dezembro de 2012 22:58

    Assim terminou o texto do artigo o nosso amigo Vitor:

    “Eis uma opinião (muito pessoal) relativa às provas em que participei em 2012”

    Se todos os atletas tivessem um espaço acessivel a todos onde colocar a sua opinião sobre as provas que fazem seria de grande utilidade tantos para nós amantes da corrida como para as organizações, isto porque ambas as partes poderiam facilmente perceber aquilo que pode ou não ser motivador para o participante.
    Muitas vezes ouço dizer os atletas a defender que o custo das inscrições estão cada vez mais insuportáveis, como ouço as organizações a defender as carateristicas das provas para justificar o custo de participação.

    Eu digo que nem nós atletas nem as organizações deverão pautar o seu raciocinio centrado somente no custo da inscrição, mas sim na mistura das carateristicas que o Vitor acaba por enunciar para ambas as partes possam perceber verdadeiramente aquilo que pode atrair ou não a participação do atleta numa prova.

    Acredito que será benéfico para um atleta ter uma prova atrativa que é tem uma organização a ter em conta aquilo que motiva o atleta.

    Neste cenário poderemos ter como resultado a participação massiva dos atletas bem como ver-se recompensado todo o esforço e dedicação que uma organização tem na elaboração de uma prova.

    Abraço a todos,

    Paulo Antunes

  4. Vitor Dias 30 de Dezembro de 2012 23:47

    Caro Paulo

    Obrigado pelo teu comentário.

    Votos de um excelente 2013, com muitas ou poucas corridas, mas que sejam todas elas boas e baratas 🙂

    Abc

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.