Bandas na Maratona do Porto – esclarecimento

Autor: Vitor Dias  /   Setembro 06, 2012  /   Publicado em Notícias  /   14 Comentários

O artigo que havíamos publicado no dia 31.ago.2012 com o título “Maratona do Porto admite bandas para animação da prova” foi removido por exigência do diretor da referida prova, alegando este que nunca foi solicitado a colaboração do CorrerPorPrazer.com no sentido de angariar bandas para o evento.

No entanto, cumpre-me informar o seguinte:

1 – O artigo foi escrito com base em informação pública, colocada no fórum do portal bandasfilarmonicas.com e no seu fórum, onde o responsável pelas bandas da edição da maratona deste ano solicitou agrupamentos para abrilhantar a prova. O artigo por mim publicado, não continha qualquer conteúdo falso, sigiloso ou desrespeitador para com a organização da Maratona do Porto.

2 – A publicação do artigo foi de tal forma pertinente e oportuna, que o responsável pela contratação das bandas, teve a amabilidade de me agradecer (no referido fórum e telefonicamente) a divulgação efetuada.

3 – Sendo a referida informação pública e fidedigna, não será de todo necessário qualquer autorização para o fazermos. Dado que o conteúdo da informação por nós disponibilizado está acessível a todos nos locais atrás mencionados, achamos no mínimo estranho que nos tenha sido solicitado a remoção.

4 – Lamento que o artigo em causa tenha sido alvo de más interpretações e alguns leitores não tenham entendido que, tal como aconteceu nos 3 anos anteriores, apenas estávamos a divulgar um serviço que é público e de interesse aos muitos corredores que nos visitam.

Vitor Dias

Provas de Trail

14 Comentários

  1. Manuel Sequeira 6 de Setembro de 2012 23:06

    Para quem não acompanhou esta novela eu resumo em poucas linhas:
    – Este site sempre divulgou a animação cultural existente na maratona do Porto a pedido da organização
    – Este ano a organização não pediu mas este site divulgou essa informação obtendo a mesma noutro local que é público.
    – A organização não gostou e pediu para retirar uma informação que está noutros locais e que até o responsável pelas bandas agradeceu ao proprietário deste site.
    A actitude da organização da Maratona do Porto é no mínimo surreal e já todos percebemos o porquê. Tudo isto porque o Sr. Vitor Dias se insurgiu contra a corrida da selecção que por acaso no Porto teve como empresa organizadora a Runporto.
    Há aqui alguém que não sabe o que é liberdade de expressão e liberdade de imprensa. Para mim, a Runporto ficou mal nesta fotografia.
    Cps
    Manuel Sequeira

  2. Fernando 7 de Setembro de 2012 9:22

    Se o director da prova se preocupasse com o horário que escolheu para a meia maratona… isso sim devia ser debatido.. porque corremos o risco de fazer a prova com temperaturas superiores a 30º.. porque em pleno verão alguém marcou uma prova para as 10h20…

    Sim 16 de Setembro é verão!!

  3. Luis Costa 7 de Setembro de 2012 12:11

    Tanto alarido por tão pouco…
    A Runporto ficou mal na fotografia devido à atitude de quem se insurgiu contra o artigo. Entendo o motivo mas a atitude foi completamente despropositada.
    A Maratona do Porto e o Correr por prazer são já grandes demais para se arrastarem neste lamaçal tele-novelesco alimentado pelo conflito gratuito.

    No fundo tudo se resume a uma questão de feitios mas isso é difícil de mudar… mas pode-se ignorar.

  4. Jorge Branco 7 de Setembro de 2012 13:30

    O Manuel Sequeira já disse tudo!
    É por isto que em Portugal somos tão “pequeninos”!
    Parece que as pessoas se movem por birras e invejas!
    É triste!
    Já agora esclareço que sempre fui contra a Corrida da Selecção mas nunca contra quem a organizou!
    Um organização profissional tem de sobreviver e se lhe pedem, e pagam, para organizar uma prova é perfeitamnete normal!
    Mas pode-se ser contra o que está por detrás de uma prova sem ter nada contra que a organiza!
    Vamos fazer birras como o miúdos mimados?
    Francamente!

  5. João Meixedo 7 de Setembro de 2012 13:31

    Está tudo dito pelo Manuel Sequeira.

    De qualquer das formas, caro Luis Costa, não resisto a solicitar-lhe que me permita uma correcção à sua afirmação: não, não é uma questão de feitios mas sim uma questão de espinha dorsal, ou de ausência da mesma.

    Um tipo pode ser simultaneamente mal-encarado e detentor de uma ética e honestidade intelectual irrepreensíveis, da mesma forma que o mais fanfarrão dos nossos conhecidos pode ser um biltre da pior espécie. Não há correlação entre o feitio e a tal de coluna vertebral.

    Costuma dizer-se acerca da amizade que esta é incondicional. Discordo. Para mim, a amizade é condicional. A minha amizade pelo Vitor, como por qualquer outro dos meus amigos, é condicional: está condicionada à sua postura ética, bem como à sua honestidade intelectual.

    De qualquer das formas, concordo quando sugere que se abandone a telenovela mexicana. O problema é que enquanto uma das partes (curiosamente a que tem menos a perder) abre o flanco, e de coração aberto publica um artigo promovendo a outra, como que dizendo “o que lá vai lá vai, unamo-nos em torno do atletismo”, do outro lado recebe uma reacção inqualificável (se bem que não surpreendente). Mas … adiante, no emprego, na vizinhança, no grupo de conhecidos e nas mais diversas circunstâncias da nossa vida, já todos nós nos deparamos com pessoas que se alimentam deste tipo de situações.

  6. joaquim costa 7 de Setembro de 2012 14:18

    Boas amigos, deixem-se lá de conversas , O sr da Runporto tem que saber que estamos num pais democrático , a correr por prazer é para ele como uma concorrência , não sei porquê …mas enfim.Força Victor nunca deixes de dizer aquilo que lhe vai na alma …os verdadeiros atletas não têm medo a qualquer “Teixeira”que despreza a democracia

  7. António Augusto Silva 7 de Setembro de 2012 19:46

    O Porto tem todas as condições para ter uma Maratona de nível internacional (aeroporto, Ryanair, custo de vida, beleza, história, etc.), o trabalho que a organização tem feito tem sido notável. Contudo, precisa de todos. As Maratonas são feitas pelos atletas do pelotão. E o número que estes atingem são uma bandeira das organizações e uma motivação para que outros a venham fazer. Meia dúzia de africanos rápidos a percorrer as ruas do Porto não despertariam muito interesse dos patrocinadores. E sem dinheiro não há Maratonas. As dinâmicas dos clubes portugueses, nomeadamente do norte, que são cada vez mais, dos blogues de atletismo, são fundamentais para fazer crescer a que já é maior Maratona portuguesa. Estas quezílias podem fazer sentido para os envolvidos, mas o respeito pela cidade e por todos aqueles que têm na Maratona do Porto a única oportunidade para fazer anual esta distância (e que nos tempos que correm são cada vez mais), obriga à contenção das partes.

  8. Marco Silva 8 de Setembro de 2012 20:21

    Faço minhas palavras as do Manuel Sequeira e do João Meixedo.

    Só mais um aparte:

    25 de Abril SEMPRE!!!

    P.S.- Menos para os pulhíticos, claro!

  9. joaquim costa 8 de Setembro de 2012 20:41

    No dia da maratona todos se vão esquecer desta polémica ,” ninguém é insubstituível e todos são precisos e necessários”.A Runporto e O correr Por prazer são úteis , mas é preciso que a democracia impere.

  10. Lopes - Fafe 9 de Setembro de 2012 22:00

    Aqui está mostrado o altruísmo do autor deste blog, mostrando que quando lhe pedem para remover algo o faz, com tristeza mas sem rancor, querendo apenas a harmonia entre todos os leitores, e dar a conhecer muitas corridas e noticias aos atletas, e que o blog sirva de puro convívio e amizade entre todos.
    E como diz-se o Victor há meses atrás, nas corridas vamos acenar aos músicos que eles também gostam de serem reconhecidos.
    A todos saudações desportivas
    João Lopes

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.