Tripas e Nortadas na Cuca Macuca

Autor: Vitor Dias  /   Janeiro 10, 2012  /   Publicado em Notícias  /   3 Comentários

Tripas e Nortadas na Cuca MacucaNo passado Sábado, com excelente organização da equipa do Correr por Prazer, site que serve como muleta do imenso pelotão de amadores que têm como hobbie este desporto cada vez mais popular, decorreu  nas Serras de Pias e Valongo, um Free Running de Trail.

A empreitada foi apimentada pela participação do alpinista João Garcia, que acedeu ao convite do Vítor Dias, grande dinamizador do evento, que, à imagem do seu projecto cibernético, se revela um exímio promotor destas iniciativas.

Foi agradável ver toda a colaboração do Grupo Dramático e Recreativo da Retorta, que disponibilizou as instalações (balneários e sala de convívio) para servirem de base ao evento, bem como o apoio de uma carrinha para a eventualidade de haver quem fraquejasse ou se lesionasse.

O treino decorreu num agradável ambiente de sã convivência, onde os mais experientes se prontificaram a transmitir as dicas necessárias para melhor nos adaptarmos às condições do trail. Mais de 150 almas serpentearam as subidas e descidas das bonitas serras de Pias e Sta.Justa, durante cerca de três horas, com passagem pela Aldeia de Couce com uma envolvente que nos cativa e prende, num desejo de prolongamento de toda uma ruralidade cada vez mais rara no Grande Porto, e que, por ali, ainda perdura. Só os risos e graçolas dos participantes, e uma ou outra moto, incomodou o sossego de um banal Sábado para as gentes que habitam a Aldeia, e para a fauna e flora que a rodeia. O vento esse, soprava moderado para arrefecer os “motores” que aqueceram com o esforço de empurrar o corpo serra acima e segurá-lo encosta a baixo.

Mas não houve frio ou cansaço que esmorecesse a alegria e boa disposição de todos num treino que, para muitos, foi o primeiro de muitos na corrida pela natureza. É uma forma de nos sentirmos parte de um Mundo onde tudo tem o seu lugar, numa harmonia perfeita entre o Homem e a sua envolvente, ao contrário da estrada, onde muitas vezes nos sentimos corpos estranhos a serpentear, ora por pessoas que vagueiam num vai-e-vem de vidas desenfreadas, ora por entre máquinas que todos querem que os levem a todo o lado. Na corrida na natureza, somos nós e o Mundo tal como o nosso corpo o conhece, e de repente, tudo faz sentido. Faz sentido o desafio constante do João Garcia com os cumes mais altos deste planeta e faz sentido que ele nos queira transmitir a fantástica harmonia do Homem com o seu meio ambiente, de nos mostrar que, apesar de todas as agressões que fazemos ao Mundo, ele ainda é nosso aliado nesta luta de sobrevivência que ele tão bem personifica. É, ele é um sobrevivente, um lutador e um brilhante comunicador. E nada melhor que uma serra para tal.

Depois de percorrermos os trilhos escolhidos pelo staff do Correr Por Prazer, dedicamo-nos a outros prazeres, que as máquinas são de carne e osso e precisam de abastecimento. Juntando o que os que puderam ficar trouxeram, deu um repasto digno de mesa Real, acompanhado ao acordeão pelo Luís Pires, homem que se revela um excelente animador de eventos em família, como foi este da família que é o pelotão amador.

As imagens do evento ilustram bem o que eu aqui tentei descrever. Podem consultar as excelentes reportagens fotográficas do Luis Rodrigues e da Lina Batista, aqui.

Obrigado Vítor Dias pelo teu esforço, pelo teu trabalho, pela carolice que aplicas em tudo o que nos dás.

A melhor forma que tenho de te retribuir é com a única imagem que me veio à cabeça, quando, antes de partirmos rumo à Serra, fizeste alusão aos 50 kgs que eu já perdi desde que comecei a correr. Por Prazer.

 

 

 

 

 

 

 

 

Autor do artigo: Rui Pinho

Publicado em Tripas e Nortadas

24h Portugal 2018

3 Comentários

  1. Meixedo 10 de Janeiro de 2012 14:05

    Grande dia (meio dia, no meu caso, porque não fiquei para as tripas), grande grupo, grande prosa, grandes fotos, grande Pinho (agora não tão grande).
    Queremos mais!

  2. Luis Sousa Pires 10 de Janeiro de 2012 15:23

    Parabéns Rui pela tua crónica, que apreciei bastante. Foi, de facto, uma manhã muito bem preenchida, com pessoas fantásticas e com muito boa disposição. Tudo esteve perfeito… até a meteorologia!
    Parabéns também ao Vitor Dias, por nos ter deliciado com mais esta excelente iniciativa (…) que soube a pouco!
    Para a próxima, quero companhia no acordeão!

  3. Marco Silva 16 de Janeiro de 2012 11:26

    O resto já não falo, porque foi um manhã excelente, tive mesmo pena é de não ter estado no repasto, por razões, a companhia dos amigos, as tripas do Rui e o acordeão do Luis, que para uma próxima tenho que o acompanhar com o meu cavaquinho (só tenho é que o procurar, pois já foi á muito tempo).
    Este meu comentário era principalmente para dar os Parabens ao Rui, não pelos 50kgs, mas pela sua força de vontade, que através do exercicio, conseguiu aumentar o seu nivel de vida, penso eu, pois eu tambem da mesma forma consegui tirar das costas e não só, uns bons 30kgs.
    Mais uma vez, Parabens Rui.

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.