Salomon Crossmax

Autor: Vitor Dias  /   Setembro 08, 2011  /   Publicado em Equipamento, Testes (reviews)
Tags: montanha, salomon, trail
Tempo de Leitura: 2 minutos

Salomon CrossmaxSão cada vez mais os corredores de estrada que experimentam correr na montanha. Para quem se inicia no trail, mas não faz intenção de o fazer com muita regularidade, a aquisição de uns sapatos de corrida específicos, pode não ser um investimento acessível a todos, ou pelos menos a todas as bolsas.

Este modelo foi-me apresentado como um modelo de transição, ou seja ideal para a montanha, mas ao mesmo tempo para quem corre em estrada, ou pelos menos em trilhos de terra, relva e mesmo algum alcatrão.

Comecei por as testar durante um treino com praticamente todos estes tipos de pisos. Foi num dia seco e as primeiras impressões foram muito positivas. Para quem vem da estrada e está habituado a sapatos com bastante amortecimento, estes parecem não ter amortecimento nenhum. No entanto, quem já fez provas de montanha com sapatos de estrada, sabe bem que para além da fraca tracção dos mesmos, tudo quanto é pedra parece estar a entrar pelos nossos pés dentro.

Ora é aqui que começam as vantagens das Salomon Croosmax. Com elas os seus pés estão super protegidos. Caminhar sobre pedras, é praticamente ignorá-las. Em terrenos secos, sejam eles quais forem, elas “agarram” muitíssimo bem, tanto a subir como a descer. Já com terrenos molhados, em calçada de paralelepípedo, a coisa muda de figura. A subir não se consegue progredir e a descer torna-se até perigoso. Aconteceu-me por várias vezes durante o Free Ruuning com Carlos Sá, onde várias vezes fui ao chão, aliás, isso aconteceu com muitas outras pessoas que usavam outras marcas ou modelos de sapatos. Parece não haver milagres para este tipo de terreno molhado.

Leia também ...  Trilhos dos Abutres 2014

A sola rugosa, é realmente desenhada para o trail, em vários pisos é capaz de facilitar a progressão em piso seco ou molhado, excepção feita, tal como já foi referido, ao empedrado urbano.

Mas o ponto mais alto destes sapatos é a protecção e segurança que dão aos seus pés. Parecem botas. Parece nada afectar o que mais de precioso um corredor possui: os seus pés.

Gostaria ainda de salientar a forma fácil e inovadora de apertar estes sapatos, bastando puxar um atilho para que as mesmas se apertem. Parece ser muito eficaz para quando se está com de luvas ou com as mãos muito frias. Além disso possui um pequeno saco onde os atacadores ficam cobertos, evitando que os mesmos se prendam em ramos ou arbustos no meio da montanha.

Em resumo, trata-se a meu ver, de uns sapatos para trail de grande qualidade, com bom desempenho em todos os pisos secos ou molhados em montanha, tendo um modesto desempenho em trail urbano em piso molhado.

 

Sobre Vitor Dias

Autor e administrador deste site. Corredor desde 2007 tendo completado 54 maratonas em 15 países. Cronista em Jornal Público e autor da rubrica Correr Por Prazer em Porto Canal. Site Oficial: www.vitordias.pt
Running – Medicina, Fisiologia, Treino e Nutrição

9 Comentários

    Publique um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    *