A Cadeia de sobrevivência

Autor: Aldina Rodrigues  /   Março 06, 2011  /   Publicado em Lesões e Doenças  /   3 Comentários

A Cadeia de sobrevivênciaAs acções que relacionam a vítima de paragem cardíaca súbita com a sobrevida constituem a cadeia de sobrevivência (atitudes a tomar).

O suporte básico de vida, como o aprendemos há uns anos atrás vai sofrendo actualizações, baseadas em estudos que vão sendo realizados, para optimizar eficazmente as atitudes aplicadas.

O início imediato de SBV (Suporte Básico de Vida) permite duplicar ou triplicar a probabilidade de sobrevida.

Fazer só compressões torácicas é melhor do que não fazer reanimação nenhuma. Muitos indivíduos têm relutância em fazer ventilação boca-a-boca, especialmente se a vítima for desconhecida, mas o simples facto de iniciar as compressões torácicas isoladas pode ser suficiente nos primeiros minutos pós-colapso, até chegar ajuda especializada.

 

O método preferencial de reanimação quer para leigos quer para profissionais é a associação de compressões e ventilação.

As compressões torácicas geram um pequeno fluxo de sangue que é crítico para o cérebro e para o coração. As compressões tecnicamente óptimas têm a frequência de 100 por mim, deprimindo o tórax 5 cm, no adulto, sem ultrapassar os 6 cm, permitindo a retracção do tórax após cada compressão.

Para actualizar conhecimentos, reler e relembrar os passos do SBV, deixo o texto da sequência do Suporte Básico de Vida do adulto, extraído da versão Portuguesa das Recomendações 2010 para a Reanimação, pelo Conselho Português de Ressuscitação.

Este texto visa apenas refrescar a memória e actualizar conhecimentos. A nossa atitude numa paragem cardio-respiratória pode fazer a diferença. A leitura do suporte básico de vida não é uma perca de tempo!! Pode sim ser uma maneira de ganharmos tempo para se poder salvar uma vida!

Este artigo foi inspirado no vídeo que se segue, que me parece ser um excelente alerta, que complementado com as novas recomendações de reanimação de 2010 serve para actualizar e relembrar as atitudes a ter numa emergência.

Correr Por Prazer nomeado para blog do ano 2018

3 Comentários

  1. Alexandre Caramez 11 de Março de 2011 14:43

    A SBV, no meu ponto de vista, deveria ser facultado nas escolas a toda a gente.

    Já a relutância em fazer a ventilação boca-a-boca, existe umas máscaras e/ou uns filtro (em forma de porta-chaves) muito úteis para qualquer eventualidade.

    Obrigado por lembrarem este tema.

    Abraço

  2. Mark Macedo 22 de Março de 2011 15:54

    Devia fazer parte na formação de qualquer cidadão. É muito importante e permite salvar muitas vidas.

  3. José Xavier 24 de Novembro de 2011 8:45

    É muito importante que as associações desportivas tenham, pessoas com treinamento sobre o SVB.

    Deveriam também ser disponibilizados nos locais públicos, associações desportivas, centros comerciais, etc, etc, os desfribiladores.

    Já fiz dois cursos, e acho que é muito importante manter as pessoas treinadas nas rotinas necessárias para o SVB.

    José Xavier
    http://josexavier1.blogspot.com

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.
Blogs do Ano - Nomeado Desporto