Tem 70 anos e continua a fazer maratonas

Autor: Vitor Dias  /   Novembro 01, 2010  /   Publicado em Vivências
Tags: josé teixeira, maratona, Vivências
Tempo de Leitura: 3 minutos

Já não há quase nenhuma razão para os mais sedentários não correrem, basta mesmo gozar de boa saúde e por pés ao caminho. Depois das recentes histórias que aqui relatamos em que a referência a excesso de peso e a ter tido uma doença grave, venho hoje abordar a questão idade, como sendo uma razão para a qual não pode ser uma desculpa para se tornar um acérrimo adepto do sofá. E para isso nada melhor que um exemplo. O Sr. José Teixeira completou em Abril passado 70 anos e não é isso que o vai fazer não completar a sua sexta maratona já no próximo domingo no Porto. Conheça a sua fantástica história de longevidade nas corridas.

Quem corre na marginal portuense ou já há algum tempo faz provas por este país fora, é natural que já se tenha cruzado com uma simpática figura de cabelos brancos, sempre sorridente e com ar de quem nunca vai cansado. É o exemplo típico do atleta de pelotão que corre por prazer. Trata-se do Sr. José Teixeira que corre há tantos anos que diz debaixo de sorridos que não se lembra quando começou a correr. Só se lembra que com 7 ou 8 anos corria á volta do adro da igreja para ganhar um santinho.

Hoje reformado, exerce ainda a sua anterior actividade de técnico em sistemas de ultrasons em part-time, deixando o restante tempo para a família e para a corrida.

Desde sempre sentiu grande prazer em correr, fosse atrás de um cabrito ou até em provas militares, dada a facilidade com que o fazia sem se cansar, daí a ter integrado o Grupo dos Veteranos do Porto que na altura eram dos poucos grupos existentes.

Diz que quando era jovem, utilizava a força natural própria da juventude, hoje já tem de se defender mais, utilizando técnicas que foi aprendendo com os milhares de quilómetros que foi fazendo. Já terminou 6 maratonas, sendo 4 delas em Londres nos anos 90 e duas no Porto, esperando fazer a próxima já no domingo, dia 7 de Novembro. Quanto a meias maratonas, diz que não as contabilizou mas que serão concerteza cerca de uma centena.

Leia também ...  Campeonatos do Mundo de Atletismo - Berlim 2009

Quando confrontado com a pergunta de não ser muito habitual ver pessoas da sua idade a fazer maratonas, diz que o que o motiva é o desafio e o fazer sempre pelo prazer pela corrida, a que se junta o convívio salutar com os camaradas , principalmente os Porto Runners a que orgulhosamente pertence.

Sente-se um felizardo. Diz gozar de óptima saúde tanto física como psíquica. A titulo de curiosidade refere que a sua tensão arterial anda pelos 12,5/7,5 e o meu ritmo cardíaco é entre 40/45 em repouso. Quanto ao resto diz que é fácil, desde que se treine.

Como conselho a quem é principiante na corrida ou que pretende iniciar-se, diz que quem pretende abraçar a corrida como o seu desporto de eleição sem entrar em alta competição mas apenas corredor de pelotão, deve faze-lo com moderação, não entrar em exageros principalmente nos treinos, pois é importante que se acabe o treino folgado para ter-mos apetite para o dia seguinte. Muitas pessoas desistem de correr precisamente porque no seu primeiro treino deram tudo por tudo por ignorância, e no dia seguinte não têm a mínima vontade de recomeçar por pensar que a corrida é assim mesmo. É importante também juntar-se a um grupo de corrida, pois é muito mais fácil aprender com os que já têm muita pratica, do que correr sozinho.

À pergunta, quando pretende parar de correr, responde que enquanto tiver alegria, prazer de correr e a saúde o permitir, será sempre corredor de pelotão.

<img src=”https://www.correrporprazer.com/wp-content/uploads/alain_mimoun.jpg” alt=”” hspace=”6″ vspace=”6″ align=”left” />

Sobre Vitor Dias

Autor e administrador deste site. Corredor desde 2007 tendo completado 54 maratonas em 15 países. Cronista em Jornal Público e autor da rubrica Correr Por Prazer em Porto Canal. Site Oficial: www.vitordias.pt
Running – Medicina, Fisiologia, Treino e Nutrição

19 Comentários

    Publique um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    *