39 Comentários

  1. Vitor Dias 23 de Novembro de 2010 14:05

    Vazio.
    Sempre com a sensação que me falta algo.

  2. Henriqueta Solipa 23 de Novembro de 2010 14:11

    em tensão… falta alguma coisa…

  3. Vasco Batista 23 de Novembro de 2010 14:33

    Triste!!!!! Sem alegria !!!! Correr é Viver 😉

  4. Isabel Martins 23 de Novembro de 2010 16:35

    …como se não tivesse corrido!

  5. Paulo Rodrigues 23 de Novembro de 2010 17:09

    …mal,mal,mal!!!!

  6. Pedro Brandão 23 de Novembro de 2010 17:16

    Nos dias em que não corro sinto-me desejoso que chegue rápido o dia de correr.

  7. Fernando Pereira 23 de Novembro de 2010 19:02

    Nos dias que não corro, sinto que perdi algo.

  8. Alexandre Caramez 23 de Novembro de 2010 19:33

    …é porque estou a treinar mentalmente!

    Pessoal, resignifiquem: dêem ao optimismo uma razão para serem MAIS e MELHORES.

    É certo, que quando não corria sentia-me com alguns sentimentos que referem, no entanto “programem” a vossa mente nos momentos de paragens, que estes não vos condicionem para que na altura de correr o vosso estado ânimo esteja com saldo positivo! 🙂

    Um forte abraço desportivo,

    Alexandre Caramez

  9. João Lima 23 de Novembro de 2010 19:53

    Nos dias que não corro sinto-me… com muita falta de correr!

  10. abilio da silva monteiro 23 de Novembro de 2010 22:32

    NOS DIAS EM QUE NÃO CORRO SINTO-ME FELIZ,CORRER É SINÓNIMO DE SOFRIMENTO ANGUSTIA ,POR ISSO NÃO CORRO MAIS JÁ NÃO PRESSISO DE CORRER PARA FUGIR DE MIM.

  11. Paulo Vidinha 23 de Novembro de 2010 22:43

    “Nos dias que não corro sinto-me…”

    “… “Não Realizado”…!”

    Correr para mim é mais que prazer, quando não corro, é mesmo por estar abatido psicologicamente (mesmo que algumas vezes o que mais vale mesmo é ir correr para distraír e quebrar m pouco a rotina), mesmo fisicamente estando de rastos não deixo de ir nem que seja fazer 20 minutos.

  12. antonio geraldo 23 de Novembro de 2010 22:57

    Nos dias em que não corro sinto-me com falta de energia ,lento muiiitooo leeennntttoooooo.

  13. Nelson Perneta 23 de Novembro de 2010 23:25

    Faço o possível para que isso não aconteça,mas por força maior não corro,sinto-me totalmente de rastos e muito stressado.

  14. José Adriano 24 de Novembro de 2010 0:16

    Quando decido não correr, tento fazer como o Alexandre, mentalizar-me que também tenho de parar, que o descanço faz bem, etc. Mas isto é só 5/15 minutos, inconscientemente visto o equipamento, calço as sapatilhas e quando dou por mim estou na rua a olhar para o relógio para controlar o tempo de treino. Acho que estou viciado. Costumo dizer que só troco a corrida por sexo…

  15. Rui Pinho 24 de Novembro de 2010 8:58

    …preguiçoso. Perco energia. Por incrivel que possa parecer, a corrida gera o que nos faz mais falta: Energia e boa disposição para tudo o que fazemos. Quem corre tem outro ar, outra disposição e principalmente muito mais disponibilidade para os outros.

  16. valter verde antao 24 de Novembro de 2010 12:37

    …descansado fisicamente,mas cansado mentalmemte pois para mim correr é um alimento muito proteico que faz com que as minhas capacidades mentais fiquem no auge,para conseguir os objectivos a que me proponho a cada dia que nasce o sol!!!

  17. L. Leite 24 de Novembro de 2010 12:56

    Nos dias que não corro sinto-me bem.

    São os dias de descanso pleno, importantes para poder dar o máximo nos dias a seguir.

    Ou então porque há outra prioridade, algo realmente mais importante (a tal excepção que confirma a regra).

    Se for por preguiça… tá mal, há que re-equacionar os objectivos 😉

    Abraço

  18. Jorge Vaz 24 de Novembro de 2010 15:28

    Sinto-me como uma panela de pressão. Correndo liberta o vapor e a pressão. Não correndo aumenta a pressão e salta-me o tampo.

  19. sandra 24 de Novembro de 2010 16:52

    … perra, pesada, lenta, mentalmente congestionada, impaciente, sinto que perdi um treino, que perdi uma oportunidade de respirar bem e voar… enfim, sinto uma enorme vontade e alívio ao sair a correr no dia seguinte, como se estivesse viva outra vez!

  20. Vitor Moreira 25 de Novembro de 2010 13:35

    …tenho um sorriso amarelo e contido!
    Falta-me o vento a bater-me nas orelhas, e ver alguns conhecidos de treino que se cruzam comigo.

  21. Filipa Vicente 25 de Novembro de 2010 18:30

    Falta-me a sensação de dever cumprido.

    Por muito que tenha trabalhado nesse dia, sem correr é como se não tivesse feito nada. E o mais giro é que estou 3x mais cansada…

  22. Ana Pereira 25 de Novembro de 2010 21:12

    …triste… e doente… e não viva.

  23. Lopes - Fafe 25 de Novembro de 2010 21:35

    Sinto-me como enjaulado, as horas não passam e sobe o mau humor.
    João Lopes

  24. Arlindo Matos 26 de Novembro de 2010 14:16

    num dia incompleto, só pensando no dia seguinte resolver o problema !

  25. António Augusto Silva 27 de Novembro de 2010 18:00

    Nos dias que não corro sinto-me… obrigado a correr mais no dia seguinte.

  26. João Paulo Meixedo 29 de Novembro de 2010 9:28

    … como o abilio da silva monteiro, que só precisa de um dicionário.

  27. Ruben Amador 1 de Dezembro de 2010 17:07

    … extremamente cansado, ma cheio de vontade de resolver o problema no dia seguinte!

  28. Ricardo gaspar 1 de Dezembro de 2010 18:38

    Nos Dias que Não Corro.Sinto-me Nervoso e Impaciente.Até Chegar a Hora,o Momento em que Começo a Treinar.Aí Sim,à medida que o treino vai decorrendo vou notando que o corpo vai ficando mais “Leve” tanto na Parte Física como Psicològica.Espero Que Aconteça o mesmo consigo Simpatizante ou Amante da Corrida.Um atè breve Saudaçoes-Desportivas.

  29. Manuel Teixeira 3 de Dezembro de 2010 12:54

    …Sinto-me doente.

  30. Carlos Silva 3 de Dezembro de 2010 23:26

    Nos dias que não corro, são os dias dedicados ao descanso após os treinos, pois o descanso também fazem parte do treino.
    Estarei errado ?

  31. Lopes - Fafe 6 de Dezembro de 2010 19:57

    …que falta algo.
    É vitor gostei da sua entrevista na revista atletismo, o Vitor está em grande, a esposa foi formidável a dizer que o Vitor como guarda costas de… as coisas estariam melhores, sou da mesma opinião, o Vitor tem um Dom. Já agora Ana, tem que começar nas caminhadas enquanto o marido corre, a minha mulher dantes não me acompanhava, agora é na corrida dos sinos,das fogueiras, Almeirim,Lezirias e outras está sempre pronta.
    Parabéns pela entrevista.
    João Lopes

  32. Clara 6 de Dezembro de 2010 21:53

    …com MUITOS remorsos de ter perdido um treino!
    …com saudades de correr!
    …com vontade de correr o dobro no dia seguinte!

  33. Miguel 9 de Dezembro de 2010 11:36

    …mal… mas no fundo penso que estou a recuperar para correr assim que possível!

  34. João 11 de Dezembro de 2010 18:07

    …triste , pois tenho mais tempo para ver e ouvir o que certas pessoas fazem ao nosso país.

  35. Mário Sousa 14 de Dezembro de 2010 15:47

    … ansioso. Procuro analisar o que não correu bem e recuperar no mais breve espaço de tempo possível. Agradeço a oportunidade e sugiro que esta matéria possa servir de tema, a desenvolver oportunamente. Saudações desportivas para todos.

  36. J.C.Bom 16 de Dezembro de 2010 2:15

    …que o dia foi perdido.

  37. Vasco Farias 16 de Dezembro de 2010 20:41

    …cheio, pesado e chateado!

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.