Número de peito

Autor: Vitor Dias  /   Agosto 10, 2010  /   Publicado em Blogosfera Corredora  /   6 Comentários

Número de peitoDo Km zero ao 42 na Blogosfera

Olá colegas corredores portugueses, é com grande satisfação que atendo o pedido do Vitor para deixar um pequeno texto para vocês, diretamente aqui do Brasil. A corrida de rua se tornou o segundo esporte nacional (aposto que vocês sabem qual é o primeiro…), portanto temos diversas provas ao longo do ano, variando de 5 Km até onde os limites da imaginação e do corpo.

Apesar de não ser atleta profissional e sim de desempenho mediano, compartilho com vocês um pouco de como iniciei neste esporte, o qual trouxe muitas experiências e melhorou muito minha saúde e autoestima, além da ideia de criar um blog sobre o assunto.

É sempre uma experiência única como cada um de nós corredores foi apresentado ao esporte, e no meu caso foi o “velho” veredicto de quem está ficando “velho”: problemas de saúde. Tenho uma família com histórico complicado de diabetes, pressão alta, obesidade e colesterol alto, sendo que tenho que controlar este último. Simplesmente coloquei o objetivo em minha cabeça de não fazer parte desta estatística.

Desde que participei de minha primeira prova de rua, na verdade uma caminhada de 5 Km em janeiro de 2006, sempre fiquei fascinado pela organização, animação das pessoas, logística de entrega de kits e tudo o mais envolvido neste tipo de evento. Participei de diversas provas, evoluindo do 5 Km para os 10, do 10 para o 15 na famosa corrida de São Silvestre que ocorre no dia 31 de Dezembro em São Paulo e chegando finalmente aos 21 Km em 2008. Foi também em 2008 que li uma matéria em uma de nossas melhores revistas de corrida, a Contra-Relógio, sobre os blogs que os corredores mantinham. Resolvi entrar na blogosfera e criei o Número de Peito, totalmente dedicado à este esporte.

Costumo postar no blog todo tipo de informação pertinente à corrida, contanto que eu tenha acesso aos detalhes. Não gosto muito de simplesmente replicar o conteúdo de outros sites e blogs, prefiro ir atrás da informação e criar algo mais completo, como um repórter. Quando o assunto é a minha participação em provas de rua, procuro observar ao máximo os detalhes da infraestrutura para poder extrair o que há de bom e de pior, pois sei que os leitores virão atrás deste tipo de informação logo após cada corrida. Sou muito crítico com estes eventos, afinal o corredor investe seu “suado” dinheiro em cada um deles, e o mínimo que esperamos é qualidade aceitável. Quando tem que falar bem, eu falo e elogio, mas o contrário também vale.

A maior satisfação é ver os comentários dos leitores, mesmo os que não concordam com o que escrevo. É interessante ver como o público de corrida gosta de participar, e eu jamais esperaria ter esta quantidade de amigos virtuais e seguidores. Foi este tipo de incentivo que muitas vezes fez com que eu buscasse informações e até mesmo não desistisse de provas, pois sei que os leitores merecem. Notícias, resenhas de filmes e livros, impressões sobre produtos e outras coisas relacionadas ao mundo da corrida são constantemente divulgadas no Número de Peito.

Dois momentos específicos que foram relatados no blog trouxeram-me grande alegria: minha primeira maratona, a de São Paulo em 2009, onde os leitores incentivaram e acompanharam todos os posts e a participação no “Desafio 24 Horas”, onde tive a oportunidade de correr um trecho do percurso ao lado do ultramaratonista americano Dean Karnazes e compartilhar as fotos e as impressões que tive deste grande esportista.

Como não vivo apenas de corrida, sou apreciador das pedaladas, e para não misturar os assuntos criei outro blog o Ciclovia Digital, onde posso deixar minhas impressões e informações dos eventos do ciclismo também. Para completar, produzi até mesmo um cartão de visitas, pois quando encontro algum interessado tanto em correr quanto pedalar, deixo para ele meus links e meu contato. Funciona e muita gente já voltou ao blogs por este meio.

Assim como a própria corrida, manter um blog atualizado e interessante é uma tarefa que exige dedicação e foco. E da mesma forma, eu o faço com prazer!

Boas passadas!

Link do Blog: http://numerodepeito.blogspot.com

Ultra Trail Medieval 2019

6 Comentários

  1. Mila Soares 11 de Agosto de 2010 0:26

    A corrida mudou a minha vida,em todos os sentidos, deixei de ser complexada,tornou-me mais alegre, a minha saúde melhorou bastante,deu-me mais força também para poder ajudar a filhota.O meu 1º objectivo era conseguir correr sem complexos e gostava de conseguir fazer a 1 meia maratona.
    Para mim seria 1 grande vitória,para 1 pessoa que muitas vezes dizia que não seria capaz de correr em frente a tanta gente 1 metro sequer.
    Gosto muito deste blog tem me ajudado muito,porque me dá uma perspectiva positiva da vida.

  2. Claudio Rinaldo 11 de Agosto de 2010 17:49

    Olá Vitor!

    Mais uma vez, é uma grande honra participar do seu blog!

    Boas corridas e esperamos você e os corredores portugueses aqui nas corridas do Brasil!

  3. elisangela matos 11 de Agosto de 2010 18:59

    oi, rinaldo!!!

    sempre acompanho os post de seu blog, e foi com muito prazer que li seu relato aqui no correr por prazer!
    a gente costuma começar a correr pra melhorar a saúde, emagrecer… mas chega um momento em que a corrida nos conquista de tal forma que deixa de ser simplesmente um meio e passa a ser o fim, o objetivo primeiro;)
    sucesso!

  4. Jorge Ultramaratonista 12 de Agosto de 2010 1:30

    Vitor parabéns por vc publicar a história de vida de superação do grande amigo Rinaldo, pois eu tive o prazer de conhecê-lo ano passado no Desafio de 24 horas com o americano Dean Karnazes…Com essa publicação no blog incentiva as pessoas que não praticam esportes a sair do sedentarismo…E aí quando vc virár ao Brasil participar de uma prova
    Boas corridas…

    Um abraço,

    Jorge Cerqueira
    http://www.jmaratona.com

  5. João Antunes 12 de Agosto de 2010 12:14

    Alguém sabe o que se passa com a Corrida do Tejo 2010 ?
    Muito obrigado.
    Um abraço a todos, bons treinos !!!

  6. Vitor Dias 12 de Agosto de 2010 21:47

    Olá Jorge

    Quem sabe um dia vá aí a uma prova.

    Boas corridas.

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.