Johnny Hayes

Autor: Vitor Dias  /   Agosto 28, 2010  /   Publicado em História  /   1 Comentário

Johnny Hayes

Nacionalidade: EUA

Nascimento: 10 de abril de 1886 (Nova Iorque)

Falecimento: 25 de agosto de 1965 (79 anos) em Englewood

Venceu a Maratona dos Jogos Olímpicos de Londres em 1908 com o tempo de 02h55m18s

Johnny Hayes começou a sua carreira de corredor de longa distância conseguindo um sexto lugar na Maratona de Boston em 1906, melhorando para um terceiro lugar no ano seguinte e uma vitória na Maratona de Yonkers. Em 1908, um segundo lugar em Boston classificou-o para disputar a prova nos Jogos Olímpicos desse mesmo ano.

Foi nestes Jogos que a maratona mudou sua distância dos 40 km originais de Atenas para os 42,195 km oficiais dos dias de hoje. A pedido da família real britânica, que desejava ver a largada dos jardins do Castelo de Windsor e a chegada em frente ao camarote real dentro do Estádio Olímpico de White City, por decisão do Comité Olímpico Britânico a maratona teve 2.195 m anexados à sua distância original para conseguir perfazer a distância exacta entre os dois locais, uma medida que seria oficializada pela IAAF a partir de 1921.

A prova é lembrada nos anais da história olímpica não apenas por este fato, mas pela dramática saga do italiano Dorando Pietri. O pequeno italiano (1,59 m), líder solitário da corrida que foi o primeiro a entrar no estádio. Porém, completamente exausto e desorientado, tomou a direcção errada e começou a fazer a volta pela pista ao contrário. Advertido pelos juízes, voltou na direcção certa e por três vezes durante os metros finais caiu ao chão, sendo ajudado por médicos e fiscais para que pudesse, aos tropeções, cruzar a linha de chegada, cujo momento registado em fotografia é o primeiro grande ícone fotográfico desportivo do século XX.

À medida que a atenção da multidão se voltava para o drama de Pietri, que saiu carregado em maca do estádio assim que completou a prova, entrava no estádio, quase despercebido, o pequeno americano Hayes, que cruzou , correndo e sem ajuda, a linha de chegada em segundo lugar. Imediatamente, os chefes da delegação norte-americana fizeram um protesto oficial junto da organização dos Jogos, pela ajuda que o italiano recebeu para terminar a prova e a vitória e a medalha de ouro foram oficialmente concedidas a Johnny Hayes.

O episódio acabou por ser mais benéfico a Pietri que a Hayes, que se tornou muito mais famoso que o campeão olímpico e recebeu uma taça de ouro das mãos da própria Rainha Alexandra da Inglaterra.

Após a dramática batalha entre Johnny e Dorando em Londres, o interesse popular por desforra entre os dois cresceu de tal maneira, que promotores alguns desportivos realizaram duas corridas entre eles, no Madison Square Garden em Nova Iorque, em 1908 e 1909 em que Dorando Pietri venceu as duas.

Johnny Hayes tornou-se técnico na equipa de atletismo dos Estados Unidos nos Jogos de 1912 e depois seguiu a carreira de professor de educação física.

Fonte: Wikipédia

Ultra Trail Medieval 2019

One Comment

  1. Nelson Perneta 28 de Agosto de 2010 21:28

    Olá Vitor.O problema deste grande atleta,não foi a falta de preparação,nem da resistência fisíca.O que verdadeiramente se passou é que Pietri Dorando já na pista de White City Stadium foi vítima de insolação,devido ao calor onde o ar quase não se sentia.Bom fim de semana

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.