A Metafísica do Metatarso

Autor: Vitor Dias  /   Abril 06, 2010  /   Publicado em Blogosfera Corredora  /   9 Comentários

A Metafísica do MetatarsoA metafísica do metatarso é, tal como o seu autor, um filho tardio e improvável. A minha mãe trouxe-me a este mundo numa altura em que o meu irmão, já com 15 anos de idade, se tinha resignado à solidão do filho único. Também este blog nasceu tarde na minha vida; os 33 anos são, ainda que involuntariamente, uma idade mística; uma idade que nos predispõe a meditações existenciais.

Hesitei (ainda que por apenas um minuto) antes de responder ao repto lançado pelo Vítor Dias, pois, muito sinceramente, este blog é apenas acerca da minha crise de meia-idade; sendo, portanto, duvidoso que possa interessar a alguém.

Tinha ideia que numa crise de meia-idade os homens deviam comprar um porsche em segunda-mão e ir para as discotecas engatar miúdas de 18 anos, fingindo que são imortais. Não sei se teria muito sucesso nesta abordagem… Portanto, em vez disso, decidi comprar um par de ténis e, todas as noites – às vezes madrugadas –, aproveitando o santo sono da minha filha e mulher, e muitas vezes desaproveitando o meu, fui caminhar.

Em Agosto de 2009, há 8 meses atrás, pesava 108 kg. Era, segundo qualquer parâmetro, obeso. No auge da minha doença cheguei a pesar 115 kg. Ofegava ao subir um lance de escadas. Roncava que nem uma betoneira. Comia para esquecer, mas não me esquecia de comer. Morria lentamente.

As conversas de explanada são perigosas. Viana do Castelo – Sagres, a pé, em 15 dias, foi o desafio. Palavras imprudentes, perigosas; improváveis para os meus 108 kg. Mas que me levantaram do sofá, onde ulcerava todas as noites em frente da televisão.

Caminhando, caminhando, lá fui largando uns quilos. E sentia-me melhor. Sobretudo pelo luxo daquela hora de introspecção. Fui lendo e gradualmente mudei também a alimentação. Sopa, fruta e vegetais à descrição; gorduras saudáveis e ácidos gordos; reduzi ao mínimo açúcares refinados. Descobri então que vivera grande parte da minha vida envenenado.

Em Novembro, ainda com 96 kg, comecei a correr. Corri no final de Dezembro (com 90 kg) a São Silvestre de Lisboa – o meu primeiro excesso desportivo.

Desde Agosto de 2009 perdi 22 kg – peso agora 86 kg. E espero perder ainda mais uma dezena… Espero correr uma meia-maratona. Espero correr uma maratona. Espero ainda muita coisa.

A metafísica do metatarso serve um propósito egoísta. Mas ainda assim, poderá ser que a minha história – e todo o corredor tem a sua história – seja de proveito para mais alguém.

Endereço do Blog: http://ametafisicadometatarso.blogspot.com

Maratonas na Europa

9 Comentários

  1. Marcelo 6 de Abril de 2010 8:34

    Antes de mais, parabens pela perseverança, pela boa escrita e pela decisão acertada.
    O teu texto podia ser o meu, são incríveis as semelhanças..
    Pesava 115kg em Agosto de 2009.
    Acordei do pesadelo induzido e resolvi acabar com a palhaçada (sim, a crise da meia idade, mas no meu caso já nos 39), aprendi a me alimentar, comecei com as caminhadas e descobri a corrida.. Resumo alargado, estou hoje com 82kgs, faltam-me prai uns 7 pra chegar onde quero, já corro 15k, e como bonus, arrastei a minha mulher para as corridas. Fizemos a mini maratona de Lisboa (7k) e a corrida do Pai (10k) e redescobrimos interesses comuns depois de 14 anos de casamento.
    Próximos passos uma meia-maratona e uma completa. Nada mal para uma crise da meia idade 🙂

  2. Miguel Paiva 6 de Abril de 2010 8:38

    Parabéns por teres conseguido descobrir “o caminho” e pela determinação com que tens conseguido manter o rumo!

    abraço
    MPaiva

  3. Fernando Andrade 6 de Abril de 2010 9:07

    Confesso que não conhecia a “Metafísica do Metatarso” e a verdade é que fiquei, de imediato, seu seguidor, pois agradou-me muito a qualidade da escrita, o humor, as experiências que demonstram os enormes benefícios que a Corrida trouxe à sua condição física.
    Caro Vitor, obrigado por nos dares a conhecer este espaço que já adicionei. E felicito o PGomes, pela excelente escrita e pelos brilhantes resultados obtidos com a Corrida e deixo os meus votos de que continue imbuído da mesma determinação.
    Grande Abraço.
    FA

  4. Jaime Trabucho 6 de Abril de 2010 9:29

    Amigo, parabens!
    tenho 44 anos e uma historia semelhante…
    1,7m, 89kg em Fev 2009 e 77 agora em 2010.
    1300km corridos desde Setembro, meia da ponte 1h 47m e estou a adorar…..
    quero mesmo fazer a maratona, e começar a fazer umas quantas por ano…
    sem stress, a conhecer o meu corpo, a conhecer os meus limites, a viver.
    keep running
    abraço forte,

    Jaime
    corredor amador mas com muito gosto!

  5. barreto 6 de Abril de 2010 9:53

    Parece estoria de filme. parabens.

  6. Vitor Veloso 6 de Abril de 2010 21:41

    Parabéns pela coragem que travou contra todas as adversidades, desejo que continue com a mesma determinação.
    Não conhecia o “A metafísica do metatarso”, mas o nosso amigo Vítor Dias, deu-nos a conhecer mais um blog de corredor.
    Já sou um seguidor da sua “caminhada”.
    Votos de boas corridas.
    Abraço
    Vitor Veloso

  7. Joaquim Vaz 7 de Abril de 2010 10:08

    Caro amigo revejo-me completamente na sua descrição… E, por concidência, também foi aos 33 anos…

  8. Mark 7 de Abril de 2010 22:12

    Viva,

    Não conhecia também este blog, mas em bom tempo foi aceite o convite do Vitor.
    Parabéns pela superação e pelo blog!

    Cumprimentos
    MV

  9. Marco Silva 8 de Abril de 2010 20:48

    Engraçado, eu tambvem foi aos 33 que mudei a minha vida e para melhor. Pelo menos mais saudável, embora agora castigue um bocadinho aquele corpo que anteriormente passava a vida a fazer desporto no sofá e zappingando o comando da TV.
    Acho que toda a gente a partir de uma certa altura da nossa vida, pára para pensar nela, e felizes são aqueles que se apercebem a tempo, pois são muitos que quando dão conta, a vida já passou por eles, como um “Porsche” por um “Fiat 600” dos antigos.
    Companheiros, dou-vos os meus Parabens pela vossa descoberta e continuem a ser Felizes, na companhia dos vossos familiares e amigos.

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.