Correr no Feminino I

Autor: Filipa Vicente  /   Janeiro 27, 2010  /   Publicado em Mulher Corredora, Notícias, Treino
Tags: mulher corredora
Tempo de Leitura: 3 minutos

Correr no Feminino IO Correr por Prazer tenta agradar a todos os seus leitores, de todas as idades e de ambos os sexos mas por mais que tentemos negligenciamos sem intenção as características especiais da atleta feminina.

Nesse sentido, segue um artigo com dicas importantes só para mulheres. E para a semana temos mais.

  • Embora eles não admitam, tendemos a estar mais ocupadas 24horas por dia porque além do emprego temos a lida da casa, os filhos, as compras, etc. Precisa de 30 a 60 minutos, se puder fazer logo pela manhã tanto melhor porque está provado que os atletas do nascer do sol são mais disciplinados no seu treino, depois pode começar a azáfama do dia-a-dia mas está feito. De qualquer forma também é mais seguro, pelo menos no Verão, a altura alternativa é a hora de almoço.
  • Vai custar mas evite ficar parada em casa “naqueles dias“. Correr vai ajudar a sentir-se melhor, mesmo que seja um treino mais curto e menos intenso. Em último caso, opte por uma caminhada com a mesma duração ou distância.
  • Se quer emagrecer e gosta de correr, não faça dietas drásticas. Uma restrição excessiva poderá provocar amenorreia e graves danos na saúde dos seus ossos e no seu metabolismo. Faça uma alimentação equilibrada e saudável, reduza apenas os seus excessos alimentares. Sabemos que a tendência feminina é andar sempre a fazer dieta por isso esperamos que a corrida lhe tenha corrigido esse “receio da alimentação”.
  • O treino anaeróbio controlado é uma excelente ferramenta para o seu progresso. Acelere, faça colinas ou fartlek. Este tipo de esforços de velocidade produz efeitos na força e velocidade muito semelhantes aos naturalmente trazidos pelas hormonas masculinas. No entanto, não vai perder a sua elegância feminina. Sugerimos apenas que os evite na semana que se segue à ovulação, devido aos níveis de progesterona, o seu ritmo respiratório estará mais elevado e a velocidade não é confortável.
  • O trânsito intestinal feminino tende a complicar-se mais frequentemente. Aposte numa alimentação rica em fibra proveniente dos cereais pouco polidos, pão escuro (centeio, mistura ou integral), das hortaliças, leguminosas e fruta fresca.
  • Não se esqueça destes dois minerais: cálcio e ferro. A sua absorção de cálcio estará bastante facilitada pela exposição à luz solar, pressupomos que corre ao ar livre, mas assegure-se que ingere boas fontes deste mineral: leite e derivados, couves nomeadamente brócolos. Por outro lado, se pretende fazer uma alimentação do tipo vegetariano consulte um nutricionista para não ter carência de ferro, precisa de aprender a combinar as fontes vegetais e de monitorizar regularmente o hemograma.
  • A mulher transpira menos do que o homem mas dissipa de igual modo o calor devido à sua pequena estatura mas maior área de superfície corporal. Nesse sentido, privilegie uma boa hidratação bebendo pelo menos 300ml de água por cada 30 minutos de exercício. De verão escolha roupas frescas e de inverno mantenha a cabeça, as mãos e a zona abdominal protegidas do frio.
  • Se corre sozinha previna-se. Informe alguém de quando vai correr, para onde vai correr e quanto tempo espera estar fora. Se algo correr mal essa pessoa sabe mais depressa e não estranha simplesmente a sua ausência ficando à espera que apareça. Pode ser alguém que lhe telefone numa dada hora, um vizinho, um amigo, o marido, etc. Simplesmente não “desapareça” sem deixar rasto.
  • “Uma senhora não tem ouvidos, olhos nem boca”. Se corre na rua ou mesmo no parque existem sempre uns engraçadinhos que mandam umas bocas, ignore-as, responder ou mostrar desconforto é o suficiente para lhes provocar ainda mais gozo. O mesmo acontecendo com súbitas “exibições” na chamada da natureza, é frequente mas simplesmente não olhe, siga o seu caminho, olhe para cima e nunca para baixo.
  • Junte o útil ao agradável. Se o seu vizinho tem um cão e nunca sai com ele, experimente… se o cão confiar em si e não for muito problemático conseguirá um excelente companheiro. Pode também comprar um para si… Só não vale é ir correr com um Pitbull ou um Rottweiller, sabemos bem que eles nos puxam durante 1 hora se for preciso. Nem precisa de correr…
  • Corra pelo casamento. Se o seu cônjuge também corre, tanto melhor, e se tem filhos pequenos no carrinho, levem-nos, estão a dar um bom exemplo, a dividir uma actividade e ao mesmo tempo a zelar pela vossa saúde. Se os ritmos são distintos, organizem-se para que cada um tenha o seu momento para treinar. Mau mesmo é quando um deles não corre e também não colabora…
Leia também ...  Inquérito a mulheres corredoras


Sobre Filipa Vicente

Nutricionista (CP1369N) e Professora universitária (IUEM). Escreve para o Correr Por Prazer desde a sua criação em 2008. É essencialmente uma facilitadora de escolhas na busca da melhor versão de nós mesmos. Site oficial: www.filipavicente.net
Vila do Conde Outlet Fashion

8 Comentários

    Publique um comentário

    O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

    *