Correr no Feminino I

Autor: Filipa Vicente  /   Janeiro 27, 2010  /   Publicado em Mulher Corredora, Notícias, Treino  /   8 Comentários

Correr no Feminino IO Correr por Prazer tenta agradar a todos os seus leitores, de todas as idades e de ambos os sexos mas por mais que tentemos negligenciamos sem intenção as características especiais da atleta feminina.

Nesse sentido, segue um artigo com dicas importantes só para mulheres. E para a semana temos mais.

  • Embora eles não admitam, tendemos a estar mais ocupadas 24horas por dia porque além do emprego temos a lida da casa, os filhos, as compras, etc. Precisa de 30 a 60 minutos, se puder fazer logo pela manhã tanto melhor porque está provado que os atletas do nascer do sol são mais disciplinados no seu treino, depois pode começar a azáfama do dia-a-dia mas está feito. De qualquer forma também é mais seguro, pelo menos no Verão, a altura alternativa é a hora de almoço.
  • Vai custar mas evite ficar parada em casa “naqueles dias“. Correr vai ajudar a sentir-se melhor, mesmo que seja um treino mais curto e menos intenso. Em último caso, opte por uma caminhada com a mesma duração ou distância.
  • Se quer emagrecer e gosta de correr, não faça dietas drásticas. Uma restrição excessiva poderá provocar amenorreia e graves danos na saúde dos seus ossos e no seu metabolismo. Faça uma alimentação equilibrada e saudável, reduza apenas os seus excessos alimentares. Sabemos que a tendência feminina é andar sempre a fazer dieta por isso esperamos que a corrida lhe tenha corrigido esse “receio da alimentação”.
  • O treino anaeróbio controlado é uma excelente ferramenta para o seu progresso. Acelere, faça colinas ou fartlek. Este tipo de esforços de velocidade produz efeitos na força e velocidade muito semelhantes aos naturalmente trazidos pelas hormonas masculinas. No entanto, não vai perder a sua elegância feminina. Sugerimos apenas que os evite na semana que se segue à ovulação, devido aos níveis de progesterona, o seu ritmo respiratório estará mais elevado e a velocidade não é confortável.
  • O trânsito intestinal feminino tende a complicar-se mais frequentemente. Aposte numa alimentação rica em fibra proveniente dos cereais pouco polidos, pão escuro (centeio, mistura ou integral), das hortaliças, leguminosas e fruta fresca.
  • Não se esqueça destes dois minerais: cálcio e ferro. A sua absorção de cálcio estará bastante facilitada pela exposição à luz solar, pressupomos que corre ao ar livre, mas assegure-se que ingere boas fontes deste mineral: leite e derivados, couves nomeadamente brócolos. Por outro lado, se pretende fazer uma alimentação do tipo vegetariano consulte um nutricionista para não ter carência de ferro, precisa de aprender a combinar as fontes vegetais e de monitorizar regularmente o hemograma.
  • A mulher transpira menos do que o homem mas dissipa de igual modo o calor devido à sua pequena estatura mas maior área de superfície corporal. Nesse sentido, privilegie uma boa hidratação bebendo pelo menos 300ml de água por cada 30 minutos de exercício. De verão escolha roupas frescas e de inverno mantenha a cabeça, as mãos e a zona abdominal protegidas do frio.
  • Se corre sozinha previna-se. Informe alguém de quando vai correr, para onde vai correr e quanto tempo espera estar fora. Se algo correr mal essa pessoa sabe mais depressa e não estranha simplesmente a sua ausência ficando à espera que apareça. Pode ser alguém que lhe telefone numa dada hora, um vizinho, um amigo, o marido, etc. Simplesmente não “desapareça” sem deixar rasto.
  • “Uma senhora não tem ouvidos, olhos nem boca”. Se corre na rua ou mesmo no parque existem sempre uns engraçadinhos que mandam umas bocas, ignore-as, responder ou mostrar desconforto é o suficiente para lhes provocar ainda mais gozo. O mesmo acontecendo com súbitas “exibições” na chamada da natureza, é frequente mas simplesmente não olhe, siga o seu caminho, olhe para cima e nunca para baixo.
  • Junte o útil ao agradável. Se o seu vizinho tem um cão e nunca sai com ele, experimente… se o cão confiar em si e não for muito problemático conseguirá um excelente companheiro. Pode também comprar um para si… Só não vale é ir correr com um Pitbull ou um Rottweiller, sabemos bem que eles nos puxam durante 1 hora se for preciso. Nem precisa de correr…
  • Corra pelo casamento. Se o seu cônjuge também corre, tanto melhor, e se tem filhos pequenos no carrinho, levem-nos, estão a dar um bom exemplo, a dividir uma actividade e ao mesmo tempo a zelar pela vossa saúde. Se os ritmos são distintos, organizem-se para que cada um tenha o seu momento para treinar. Mau mesmo é quando um deles não corre e também não colabora…


Ultra Sanabria

8 Comentários

  1. Nelson Perneta 27 de Janeiro de 2010 21:15

    Olá Dra.Filipa.Bom,cito as suas palavras -Embora eles não admitam ??? bem com todo o respeito só tenho que aceitar.Até a próxima

  2. Filipa Vicente 27 de Janeiro de 2010 22:08

    Olá Nélson, sempre assíduo nos comentários a todos artigos.
    Foi só uma frase simpática para as mulheres que nem sempre têm as melhores ajudas em casa… sabe que há muitas assim como felizmente também há quem as tenha.
    Sem conteúdo feminista! Abraço

  3. Ana Maria de Freitas 28 de Janeiro de 2010 21:45

    Ola Filipa. Adorei! Algumas mulheres precisam destas dicas…e alguns homens de as ler “n” vezes para pensarem profundamente no assunto e ajudarem de alguma forma…
    Beijocas para todas aquelas que têm a coragem de correr com muito, muito, muito prazer!

  4. Patricia Neves 29 de Janeiro de 2010 17:17

    Olá Filipa,
    Obrigada pelo artigo – já aprendi mais qq coisa. Comecei a correr recentemente e corro cerca de 30m dia sim, dia não (4km +ou- pelas minhas contas). Gostaria de lhe perguntar se acha que este tempo é suficiente pra me manter em forma. Nos dias não, vou ao ginásio. Obrigada.

  5. Filipa Vicente 29 de Janeiro de 2010 18:03

    Olá Patrícia,
    As recomendações de actividade física para uma vida saudável são de 30minutos por dia ou 60 minutos 3 vezes por semana.
    Por isso está perfeitamente dentro das guidelines gerais.
    Importa ver também se beneficia em termos de resistência cardiovascular, ou seja, se sente que tem melhorado de treino para treino desde que começou.
    Continuação de bons treinos
    Filipa Vicente

  6. juliana 7 de Agosto de 2010 13:09

    olá a todos,tenho 28, sou enfermeira e como tal trabalho por turnos, sou tambem esposa e mãe de um menino de 1 ano, tal como a Filipa disse, a falta de tempo é um dos principais entraves ao exercício físico. Antes de ser mãe era viciada no ginásio, agora descobri que sair de casa a correr ajuda a rentabilizar o treino e o tempo. Revejo-me em muitas das suas palavras, inclusive em relação as alterações que o ciclo menstrual impoe na rotina de treino, nas bocas que ouvimos por irmos a correr sozinhas na rua,e tambem no “corra pelo seu casamento”,por vezes o meu marido acompanha-me,outras leva o bebe no carrinho e acabamos por sair os 3 de casa. a libertação conjugada de endorfinas,o facto de estarmos os dois a descontrair e a fazer uma actividade juntos permite que mesmo no fim de um dia estejamos mais bem dispostos,relaxados e cumplices…Começar a correr revelou-se um enorme prazer e tambem um enorme vício…

  7. César Bessa 13 de Fevereiro de 2012 18:25

    É um artigo que tem conselhos úteis para muitas mulheres que já começam a aparecer nos locais de treino frequentados por corredores. A corrida é um óptimo meio para ter uma vida saudável, boa forma fisica, manter a linha (tão apreciada pelas mulheres) sem grande gasto económico. No entanto, julgo que há ainda inibição de muitas mulheres em começar a correr na rua. Pela minha experiência de 35 anos desta actividade uma das razões é aceitar ver-mo-nos na rua em traje desportivo a mostrar um pouco mais as formas do nosso corpo. Mas só há uma maneira de resolver esta inibição, que é aceitar-mo-nos como somos afinal…

  8. Anabela 22 de Fevereiro de 2014 13:21

    Gostei de ler o texto, que achei motivador.
    Mas será que “comprar” um cão é a melhor sugestão nestes tempos em que o dinheiro não abunda para muitos e em que tantos animais precisam de um lar?

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.