Um Natal saudável

Autor: Filipa Vicente  /   Dezembro 12, 2009  /   Publicado em Alimentação  /   4 Comentários

Um Natal saudávelO Natal é uma festa em família, geralmente receada pelos hipotéticos desastres nutricionais. Embora o prato principal pareça inocente, esta “doce” época do ano pode desesperar os  mais resistentes aos doces. Saiba o que fazer para não ofender o anfitrião, não deixar de provar as melhores iguarias natalícias ou, se for o caso, organizar o Natal mais saudável de sempre.

Prato principal

O fiel amigo, leia-se o bacalhau, e os seus acompanhamentos quando vem “com todos” até é um excelente começo de uma noite de convívio e prazeres à mesa. Bem composto o prato de hortaliça e de grão de bico, ricos em fibra e mais saciantes do que batatas cozidas, a noite pode começar bem para o seu estômago. Assegure-se por isso que faz uma refeição completa, equilibrada e que satisfaça o seu apetite mais voraz. Quando chegar à mesa de doces de Natal, deve ter espaço suficiente para “provar mas não comer”.

Equilíbrio calórico

O interesse máximo desta escolha selectiva é prevenir o excesso calórico por isso tem que fazer algumas escolhas. Existem doces que provavelmente aprecia muito mas outros de que nem é especial fã. Se puder encontrar uma combinação entre doces pouco calóricos que goste e provar apenas um pedaço dos mais problemáticos, a matemática será sua aliada.

Doce

Kcalorias/porção

Arroz Doce/Aletria

162

Gelatina com fruta

90

Pudim flan c/caramelo

146

Leite creme

110

Mousse de Chocolate

230

Filhozes/Sonhos

300

Azevias

200

Rabanadas

300

Bolo Rei

650

O bolo-rei é inevitável mas como pode ver também se torna uma verdadeira bomba calórica. Se gostar muito de fritos, corte porções pequenas dos sonhos, azevias, rabanadas ou filhozes. Se é mais fã dos doces de colher, fuja das sobremesas à base de leite condensado. Se não vive sem qualquer um destes doces, pegue num prato pequeno e ponha um pouco de cada.

O dia de Natal

Procure agendar um treino para a manhã do dia de Natal, além do frio, terá de enfrentar o facto de que todos estarão a dormir e vai sair uma vez mais. Mas penso que isso já não é novidade. Se está fora de casa, pondere aproveitar um parque local ou algumas ruas em que se localize facilmente. Como é dia de estar em casa, as ruas serão só suas. Bem, suas e de todos os que tiverem a mesma ideia.

Além disso, procure fazer um pequeno-almoço completo e equilibrado. Comece com uma peça de fruta fresca, se possível um citrino para ajudar a digerir os excessos do dia anterior. Inclua hidratos de carbono de baixo índice glicémico (cereais ou pão de centeio ou de mistura), combine com um lácteo magro (queijo fatiado sacia mais do que manteiga) e complete com alguns frutos secos gordos (nozes, amêndoas, caju). Pode fazer o seu próprio muesli aproveitando 2 ou 3 nozes e um punhado de passas.

Normalmente, no dia 25 é o almoço a refeição de família mas não terá mais problemas que o jantar da consoada. Tem sim a vantagem de por queimar algum excesso num treino ao fim do dia, se ainda não fez de manhã, ou numa caminhada com os seus se já fez a sua obrigação e não tem porque treinar 2 vezes por dia.

O lema deste website tem sido corra por prazer, mas também é importante começar a pensar em “comer por prazer” e não por obrigação, gula ou qualquer outro motivo. Aproveite este ano para começar a apreciar o sabor da comida, é a melhor forma de dar valor a todos esses pratos especiais que abundam nesta época do ano.

Uma regra que não deve descurar é: acabado o convívio do dia 25, tenha consciência de que a partir daí e até ao ano novo, os doces de Natal são fugas ao plano e por isso não complique, minimize.

Um anfitrião consciente

Este trecho do artigo é dedicado a toda(o)s os que desejam preparar uma Consoada mais saudável e equilibrada.

  • Planeie com uma semana de antecedência os pratos e doces que vai confeccionar, quantos dias e quantas pessoas terá à mesa. Evite a tentação de cozinhar para o dobro das pessoas, já sabe que sobra sempre comida…
  • Compre os ingredientes com 1 ou 2 dias de antecedência para não ter de ir a correr ao supermercado.
  • Na Noite da Consoada, assegure-se que serve hortaliça cozida para preencher bem o estômago dos seus convidados e cuidar da sua linha. É uma forma simpática de dizer: obrigue-os a comer legumes para não comerem a sobremesa.
  • Na mesa de Doces inclua sempre um prato de fruta fresca para os convidados mais “reticentes”. Pode também fazer uma gelatina de frutas como sobremesa mais “light”.
  • Teste a possibilidade de reduzir o açúcar nas receitas, não tem de eliminar nem cortar logo para metade mas a maior parte das receitas tradicionais tem margem para retirar pelo menos 25% do açúcar referido. É o mal de sermos gulosos…
  • Nas sobremesas de colher (arroz doce, aletria, etc.) evite utilizar leite condensado e natas, constituem um extra demasiado calórico e frequentemente dispensável.
  • Faça algo novo e retire um ou dois habitués. Se tiver uma novidade na mesa, os convidados poderão nem dar pela falta, por exemplo, de dois fritos (escolha quais…). Seja original e ficará na memória de todos.
  • Assim que terminar a dura tarefa, ofereça o que sobrou. Aposte na solidariedade e procure um sem-abrigo que ande na sua rua, dê ao seu filho que já vive sozinho, ofereça aos vizinhos, etc.

E quando o ano novo começar, saberá de antemão que já fez algo para poder dizer “Ano novo, vida nova”.

Azores Triangle Adventure 2018

4 Comentários

  1. Arlindo Matos 12 de Dezembro de 2009 19:19

    Olá Filipa:

    Gostei imenso de todo o artigo e até já o passei para papel, para de vez em quando o voltar a “ler por prazer”, porque nestas coisas nunca é de mais relembrar.

    Além disso também vou recomendar a sua leitura aos meus amigos mais próximos, lembrando que quem “comer por prazer” BEM, consegue “correr por prazer” MELHOR !

    Um abraço,
    Matos

  2. Clara 17 de Dezembro de 2009 20:50

    Parabéns pelo artigo, é esclarecedor e ajuda-nos a prevenir alguns dos “pecados” mais frequentes nesta época natalícia… Ainda que, quem corre diariamente, tem sempre a vantagem de queimar mais calorias e não assimilar tanto as gorduras e açucares, mas mesmo assim, há que ter cuidado!
    Já agora, deixo o repto para as habituais provas de fim de ano (S.Silvestre), sempre dão uma ajudinha 🙂

  3. Santiago 19 de Janeiro de 2013 20:36

    Fortes restições para quem treina pouco!!!

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.