6ª. Maratona do Porto – Depois da prova

Autor: Vitor Dias  /   Novembro 08, 2009  /   Publicado em Crónicas  /   21 Comentários

 

Publicaremos neste artigo o rescaldo desta prova que se realizou hoje. Gostaríamos que os participantes na mesma a comentassem, dizendo como a mesma lhes correu, o que acharam em termos organizativos, o que esteve bem ou menos bem. Com a opinião de todos, contribuiremos com certeza para uma melhor prova no futuro.

Resultados

– Fernanda Ribeiro com 2h31m11s, obteve mínimos para os Europeus do próximo ano.

– Priscah Jeptoo venceu a prova feminina com 2h30m40s

– Terminaram a prova 857 atletas, mais 275 do que no ano anterior

– JOHNSTHONE CHANGWONY do Quénia venceu a prova com o tempo de 2h13m12s

– ALBERTO CHAIÇA da Conforlimpa foi o segundo da classificação geral, a 6 segundos do primeiro classificado

Maratonas na Europa

21 Comentários

  1. jorge francisco 8 de Novembro de 2009 21:28

    amigos fiz a family race nº 4108, adorei, gosto de correr com chuva, a organização perfeito, o percurso perfeito, só uma sugestao no final podia haver algum sólido (gelado, queque, ou fruta), adorei.

  2. Isabel Henriques 9 de Novembro de 2009 0:22

    Boas!

    Fiz esta prova pela 4ºvez consecutiva. Ha 4 anos foi a minha 1ª meia maratona, ha 3 anos somei outra a umas que fui fazendo por ai(apanhei o gosto)e ha 2 anos que faço a FamilyRace:) É muito satisfatória a evolução que esta prova tem tido,ve-se cada vez mais pessoas a correr, e as caminhadas permitem que todos possam participar!!

    O percurso é fantástico(PORTOOO), o tempo não foi o ideal (nada a fazer), a organização, julgo ter tido melhores dias (embora continue a tudo a correr bem).. Falta animação em pontos estratégicos (subidas, por ex.:)), os abastecimentos já foram compostos por umas bebidas que em momentos de fraqueza dão alguma genica para mais uns km e, no fim, julgo que mereciamos uma peça de fruta além da água que é fundamental!

    Continuo a adorar participar nestas provas e até quando puder irei marcar presença:) PARABÉNS!

  3. Marco Silva 9 de Novembro de 2009 9:47

    Maratona do Porto – 3 Marco – 0 .

  4. Miguel Paiva 9 de Novembro de 2009 11:47

    A prova correu-me muito bem até aos 30 Km. Corri solto e num excelente ritmo para as minhas capacidades. Depois disso, e até aos 39 Km senti dificuldades em manter o mesmo ritmo anterior, mas, mesmo assim, aguentei uma toada de corrida estável na casa dos 5:30/km. Depois disso, e até à meta, foi um autêncito calvário, com um sacrifício enorme e um ritmo de rondou os 6:00/Km.
    De qualquer forma o balanço é muito bom, pois melhorei o tempo do ano passado em mais de 6 minutos.
    Quero apenas deixar uma palavra final para a equipa da Cruz Vermelha, que me tratou no final da prova.

    abraço
    MPaiva

  5. Paulo Rodrigues 9 de Novembro de 2009 14:55

    Boa tarde pessoal
    É por consideração ao nosso amigo Vitor que vou fazer o meu relato desta prova, antes de o escrever no meu diário´(Fórum do PortoRunners.net), como costuma ser hábito.
    Tinha perspectivas de fazer um tempo na casa das 3h30m. Comecei, se calhar, muito cauteloso, depois com o decorrer da prova, juntei-me a uns amigos e fui a desfrutar da prova, só me apercebi que ia lento, quando passei á meia-maratona em 1h50m, meti um ritmo ligeiramente mais forte e a partir dos 30kms comecei a passar pessoal que já se notava,já ia muito desgastado, eu sentia-me com força, só que notava que não estava a ganhar o tempo que tinha perdido na primeira parte. Continuei e desde os 30kms só dei conta de ter sido ultrapassado por 4/5 companheiros, mas os ultimos 2kms custaram-me um bocado, sentia as pernas pesadas, não conseguia acelerar, aquela entrada na Av.da Boavista a subir custou-me, mas quando deixamos de subir e começamos a sentir a meta a chegar, o calor humano, os amigos a gritar o nosso nome, esquecemos o cansaço e as dores e o sofrimento transforma-se rápidamente numa felicidade imensa.
    Depois comentarei alguns pormenores em relação á organização.
    Quanto a mim, superei alguns traumas! Nem sequer dei conta da ida ao Freixo e o maior trauma, a ida ao Edifício Transparente na parte final, superei-o com muita facilidade.
    A minha prestação,3h39m43s, tempo do meu relógio.
    Depois também colocarei aqui alguns agradecimentos.

    Abraço
    Paulo Rodrigues

  6. Paulo Rodrigues 9 de Novembro de 2009 16:05

    Já posso continuar!
    Conforme tinha dito antes, o meu objectivo eram as 3h30m ou menos! Fiquei aquém do objectivo, mas pensando bem não correu assim tão mal, consegui tirar 10min. ao meu tempo do ano passado, que era o melhor, se forem 10min. por ano, p’ró ano é que vai ser…! No entanto,definitivamente,o que eu gosto,mesmo,são as ultras de montanha!Acho que as maratonas de estrada massacram muito!
    Quanto á organização, no geral,como em todas as provas organizadas pelo Jorge Teixeira, as falhas são muito poucas, e só de pormenor,no entanto aqui vão algumas:
    1-Havia poucos WC’s no local de partida o que fazia com que se formassem enormes filas nos poucos que havia.
    2-Devia estar pontos de controle nos pontos de retorno, se na Afurada o controle da meia-maratona é muito perto do retorno, o mesmo já não se passa no Freixo, onde o controle dos 30kms está longe e é com facilidade que os “enganadores” viram mais cedo.
    3-Não tem a ver com a organização, tem a ver com as garrafas de Powerrade(Bebida Isotónica), impressionou-me o desperdício!As garrafas são muito grandes, qualquer um de nós dá dois ou três goles e depois,deita-se a garrafa fora, havia garrafas praticamente cheias espalhadas pelo chão!Os fabricantes deviam repensar no tamanho das garrafas que fornecem neste tipo de provas, ou então,e esta já é uma sugestão á organização, fornecer a bebida isotónica em copos!

    Agora alguns agradecimentos.
    Primeiro para a minha família, depois para o meu irmão Zé António, foste, como sempre, incansável!
    Para o Vitor Dias, és novato nisto, mas já és um exemplo! Obrigado pelo apoio!
    Para todos os companheiros do PortoRunners, durante toda a prova era ouvi-los a chamar pelo meu nome,a apoiar-me!
    Por fim ao pessoal do meu clube,G.D.Leões do Veneza!Sinto-me responsável por vos ter puxado para esta “tareia”, mas parece-me que foi bem dada!Armandino, Carlos Pereira, Kimbuelas, Mário, Carlos Martins, Rui, Barbosa, Floriano e Flor, vocês como estreantes estiveram impecáveis! Não foi mau, um clube que em 2008 só teve este vosso amigo como seu representante, este ano foram 15 os “bravos”!!

    Abraço
    Paulo Rodrigues

    Nota: Marco,para mim é, Maratona do Porto-4 Paulo-0

  7. Paulo Rodrigues 9 de Novembro de 2009 16:09

    Desculpem, se houver quem tenha fotos da prova, eu gostava de as ver!

    Abraço
    Paulo Rodrigues

  8. Fernando Pereira 9 de Novembro de 2009 17:08

    Olá a todos
    A Maratona do Porto para mim é um espectáculo, fiz a do ano passado e a deste ano.
    E para mim não tenho queixas a fazer da organização,estava tudo perfeito.
    Acho que a única coisa que falta é o público ao longo do percurso para apoiar os corredores do Plutão, quanto a isso não se pode fazer nada.
    Quero aqui deixar o meu agradecimento ao Vítor Dias o apoio que me deu em cima da ponte D Luís, e aos meus colegas que vieram dar-me apoio e por isso fiz 3h 05,22, tirei 16 minutos á prova do ano passado.
    E quero deixar aqui o meu agradecimento á equipa de massagistas,pelas massagens que nos fazem no final da prova, porque nos põem como novos.
    Um Abraço.
    Fernando Pereira

  9. José António 9 de Novembro de 2009 18:30

    Não sendo eu um maratonista, quero apenas deixar uma opinião como mero espectador.
    É realmente uma grande festa o que assistimos ontem, com cada atleta a interiorizar os seus objectivos e a fazer o seu melhor, num pelotão cheio de boa disposição e numa manhã de chuva que segundo os colegas é a melhor companhia numa prova tão exigente.
    Quanto a mim é gratificante ver colegas/amigos a concretizar sonhos, aqui com especial destaque para o meu irmão o qual acompanho com maior proximidade.
    Quanto á organização, pela parte que me toca e pelo que tenho conhecimento em geral esteve muito bem.
    Parabéns a todos,

    José António

  10. Marco Silva 9 de Novembro de 2009 21:41

    Após as palavras do meu Companheiro, Amigo, Grande Paulo, quero deixar aqui os agradecimentos ao Vitor e João Fortuna pelo vosso apoio, e a todos que foi encontrando pela prova e que me incentivou. Mas em especial ao Vasco da Gama, pela persistência, força e acompanhamento, pois desde que me encontrou, nunca mais me largou. Só tive pena de fazer os ultimos 185mts sozinho. Vasco, Bem haja, do fundo do meu coração e estarás sempre lá.

    De resto, já disse tudo atrás acerca da prova Maratona do Porto – 3 Marco – 0 .

    Mas para ano, se Deus quiser haverá mais.

  11. Jorge Gonçalves 9 de Novembro de 2009 22:25

    Participei na maratona pelo 4º ano consecutivo e confesso que senti uma alegria enorme ao ver a evolução, quer quantitativa (quatidade de participantes), quer qualitativa (qualidade de organização). Na verdade, a organização este a um nível excelente, na minha opinião. É pena que os Portuenses continuem a mostrar-se quase indiferentes a este evento de elevado nível, na nossa cidade do Porto. Fico com a esperança que os tripeiros se deixem entusiasmar pelo exemplo que os familiares dão no apoio aos seus atletas e possam, desta forma, dar, também, mais um contributo para fazer da MARATONA DO PORTO uma prova de atletismo de referência no MUNDO, CARAGO!
    Somos ou não somos tripeiros e bairristas?! Façamos, então, uso deste atributo que nos concederam.

  12. João Meixedo 9 de Novembro de 2009 23:23

    Eu quero agradecer ao champô de maçãs verdes e à pasta medicinal couto que foi que primeiro falou comigo no dia da maratona; à Runporto pela treta de pasta party que nos ofereceu, o que fez com que eu cozinhasse massa ao jantar e reforçasse assim os hidratos; ao meu vizinho Sérgio, que ao contrário do que é habitual, não tinha a tv aos berros no sábado á noite e deixou-me dormir em paz; ao Miguel Paiva que me fez companhia até ao km 33 e ao Vitor Dias que me fez companhia ao longo de toda a prova e a quem fico eternamente grato pelo gel que me ofertou numa fase em que as pernas estavam armadas em parvas; ao Rogério e ao Novais que me vieram incentivar à chuva; …

  13. Carlos Castro 10 de Novembro de 2009 1:32

    Saudações desportivas!
    Aproveito a oportunidade para uma pequena observação:
    – Treinei até meados de Setembro para esta prova, mas uma tendinite também se “armou em parva” e resolveu instalar-se num tendão, impedindo-me de prosseguir a preparação, pelo que nãoparticipei; contudo, tinha amigos a correr, a quem enderesso os sinceros parabéns pelos brilhantes resultados (parabéns Fernando, pelo 1º lugar – vet.4 – e pelas 02h46!!! Não é para todos!
    Como não fui ao Porto, acordei propositadamente às 09h00 (depois de me ter deitado às 07h00, após uma noite de serviço) para ver a Maratona em directo… e que decepção! Nem um canal a transmitir!
    Nos diversos noticiários televisivos, houve alusões à corrida da mulher, com a presença do cantor Toni Carreira, tudo na Capital. Mais uma vez ficou provado que o país é Lisboa e o resto é paisagem! Não nos admiremos pois, que o público não compareça e que os directores dos clubes populares tenham dificuldade em manter as suas equipas, que são quem vai dando e alimentando estas autenticas festas, que são as provas populares!
    Um abraço a todos!
    pelas 02h46 – Não é para todos!)

  14. Vasco Romãozinho 10 de Novembro de 2009 9:01

    Maratona do Porto 2009
    Percurso – dificilmente havera uma maratona de estrada com um percurso tão bonito como o desta maratona do Porto
    Organização – perfeita
    por fim mas não menos importante quero agradecer ao amigo Vitor Dias por todo o apoio que me deu ao longo da prova
    estas coisas durante uma prova de esforço como a maratona tocam fundo
    muito obrigado

  15. David Sousa 10 de Novembro de 2009 16:34

    Boa tarde a todos
    Em termos pessoais esta maratona foi a melhor de todas, apesar das fortes dores de ter ficado sozinho a partir dos 25Km tentei encontrar motivação para terminar e lá o fiz, primeiro graças ao pouco mas bom publico que nos ia incentivando depois pelo tempo que ia fazendo que me permitiu tirar 15 minutos ao meu melhor registo na distancia. A organização esteve à altura e para o ano espero que mais atletas adiram a esta prova e possamos colocar o Porto no mapa mundial das grandes maratonas. Termino dando os parabéns ao José Silva e ao João Carmo companheiros de treino e de equipa que tiveram a coragem de fazer o baptismo na prova, ambos estiveram excepcionais e a ti Victor obrigado pelo incentivo que me foste dando nos momentos em que nos cruzamos, agora descansar algum tempo e começar a preparar as pernas para Paris.
    cumprimentos a todos

  16. MANUEL CUNHA 11 de Novembro de 2009 14:45

    Olá, boa tarde a todos.
    pela primeira vez na minha vida participei numa maratona, como qualquer principiante encarei a maratona como um enorme obstáculo a enfrentar, daí que comecei a correr a um ritmo lento, com cautela, passei a meia maratona com 1.51,00, e acabei com 3.48,00, não senti de facto aqueles efeitos nefastos dos trinta km, e fiquei admirado, até porque contrariamente à regra não fiz nenhum tipo de preparação específica para a maratona e o máximo de kilometragem que meti nas pernas rondou os 18 km em treino, complementado com a meia- maratona de Ovar.
    No entanto penso que houve factores que tiveram influência no facto de não ter quebrado o ritmo:
    1-Ocasionalmente vi-me na companhia de dois atletas franceses Naturais de Dijon, a terra de Gustavo Eiffel, sendo que a tagarelar (Franciú) lá fomos fazendo kms, atrás de kms, esquecendo assim a dureza da prova, foi assim, até ao Freixo, depois eles tiveram uma ligeira quebra e continuei sozinho até à meta,tendo o cuidado de nos abastecimentos não esquecer principalmente os cubos de marmelada, essenciais para a reposição dos niveis de açucarno sangue.
    2-Outro factor que me marcou bastante durante a prova aconteceu perto do Castelo da foz, naquela fase onde dizem que há uma queda abrupta, reparei então, que à minha frente seguia uma senhora já com bastante idade, passei por ela dando-lhe um incentivo, e não é que quase até final da prova sentia o bafo da senhora nas minhas costas, ela nunca mais me largou, tendo acabado com 3.48,57, Ouvia as pessoas a incentivarem-na e apercebi-me que gritavam o seu nome que me soava a Alice, só depois é que fiquei a saber que se trata da Analice Silva do Liberdade Atlético clube.
    Quero aqui dar-lhe os meus parabéns.
    PARABENS ANALICE, ÉS UM EXEMPLO PARA TODOS NÓS .
    Quero também agradecer ao Vítor Dias, pela excelência deste site.
    Muito obrigado

  17. António Costa 11 de Novembro de 2009 19:04

    Muito boa tarde a todos.
    Participei também pela primeira vez numa maratona.
    Tinha fixado dois objectivos:
    1º – Terminar (e se possível bem).
    2º – Fazer até 3h30.
    Os principais obstáculos a vencer seriam em primeiro lugar, como é óbvio, a distância e depois, como me referiram vários atletas com mais experiência, o pouco publico presente na maior parte do percurso e o reduzido numero de atletas participantes.
    Para vencer a distância só tinha uma solução: treinar.
    Quanto ao pouco publico e poucos atletas depressa concluí que por poucos que fossem seriam muitos mais do que nos meus treinos quase sempre feitos a sós.
    Na prova limitei-me a seguir ao meu ritmo de principio a fim sem me preocupar com seguir este ou aquele, mas pensando apenas nos meus objectivos e em apreciar a experiência e o certo é que tudo correu muito bem, até melhor do que esperava, não só acabei muito bem como também no tempo pretendido (3:28:57).
    Por ultimo quero agradecer as palavras e o apoio do Vitor na Expomaratona e durante a prova. Muito obrigado.

  18. Nelson Valente 12 de Novembro de 2009 19:25

    Caro vitor ,

    terminei este ano a minha primeira maratona e apesar de fazer desporto e de correr por prazer à vários anos , só nos últimos 2 é que fiz algumas meias maratonas e este ano decidi fazer os tais 42K.
    E realmente é uma prova especial, terminei com 3.27,55 o que me deixa muito contente, pois o meu objectivo era 3.30 e principalmente porque acabei e participei nesta festa.
    Aqui à uns tempos li a crónica da sua primeira maratona e a minha foi semelhante e apesar de não nos conhecermos pessoalmente queria agradeçer-lhe as palavras de incentivo no final da prova, estou certo que todos, que como eu ouviram o vitor dar apoio moral e até ouvir o nosso nome a 1k da meta sabe bem e só quem já fez uma é que se calhar sai de casa para ir participar da festa e incentivar que precisa.

    no fundo sou mais um com a mania de correr…..

    cumprimentos

    Nelson Valente

  19. Mark Velhote 12 de Novembro de 2009 21:57

    Olá Vitor,

    Antes de mais obrigado pelo apoio durante e após a corrida.
    O teu blog, as tuas crónicas e agora o teu livro foram essenciais no meu planeamento para enfrentar esta prova maravilhosa que é a maratona. Só quem conclui é que compreende realmente o significado desta corrida.

    Quanto à prova ninguém tem dúvidas que é excepcionalmente bem organizada, mas há sempre qualquer coisa a melhorar:
    – tal como o Paulo Rodrigues referiu as garrafas de powerade tão grandes são um verdadeiro desperdício. Claro que isso só pode ser corrigido pela empresa que fabrica as garrafas
    – no final acho que deveria existir registo fotográfico de TODOS os atletas aliás como existe em muitas provas. Era tão fácil e lucrativo fazer este registo que não consigo perceber como é que ninguém o faz oficialmente. Quando digo todos quero dizer todos os 875 chegados à meta.
    – quanto às massagens poderiam ser melhor organizadas. Os atletas são obrigados a esperar em pé durante bastante tempo e com necessida de “guardar” a vez . Poderiam simplesmente ser distribuídas umas senhas ou algo do género.

    Quanto à minha prova correu muito bem. Fiz o relato da primeira maratona no meu blog e convido todos os visitantes do teu blog a passarem pelo meu “quiosque”! 😀

    Grande Abraço e Mais uma vez Obrigado

  20. Vitor Dias 13 de Novembro de 2009 16:59

    Caros

    Não foi tão difícil ficar de fora como eu pensava.
    Deu-me muito gozo acompanhar os grandes heróis maratonistas, em especial os estreantes.
    Confesso-vos que tive alguns momentos de emoção e até comoção.

    Mesmo sem correr, foi um dia muito especial para mim.

    Obrigado a todos.

    Cumprimentos

  21. Jorge Teixeira 15 de Novembro de 2009 23:20

    Em primeiro lugar gostaria de agradecer todos os comentários e críticas feitos(as) à Maratona do Porto, é com esses contributos que a nossa Maratona do Porto melhorará.
    Quero agradecer ao Vitor Dias, pela forma como colaborou com a Maratona deste ano, uma vez que grande parte da animação foi obra sua, uma vez que foi ele que nos trouxe a maior parte dos grupos que víamos a tocar no percurso, assim como na Pasta-Party.
    A todos prometo que continuaremos a trabalhar no sentido de tornar a Maratona do Porto cada vez mais forte, sendo certo que teremos sempre aspectos a melhorar, e se calhar, melhoraremos nalguns e falharemos sempre noutros, essa é a sina de um evento que pretende ser cada vez maior.
    O sonho comanda a vida, e de facto sempre sonhei ter uma maratona na minha cidade do Porto, ao mesmo tempo que sonhei fazer dessa Maratona uma prova de referência, já o consegui, veja-se os resultados em apenas 6 anos de vida, o futuro desta prova é bastante risonho, assim tenhamos sempre saúde para a continuar a organizar.
    As fotos desta 6ª. EDP MARATONA DO PORTO, estarão disponíveis no fotorunporto.com a partir de 17 de Novembro.
    Um abraço a todos

    Jorge Teixeira

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2018 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.