Arquivo do autor Vitor Dias

Columbus Grand Trail 2017

Autor: Vitor Dias  /   Fevereiro 27, 2017  /   Publicado em Notícias, Slider  /   Sem Comentários

Foto: Nuno Bettencourt

Onde os teus sentidos são levados ao limite.

Decorreu no passado sábado a segunda edição do Columbus Grand Trail, na Ilha de Santa Maria – Açores. A prova evoca a passagem do navegador Cristovão Columbo que esteve naquela ilha à precisamente 524 anos atrás.

Já tinha participado na edição de estreia em 2016 e dado o agrado com que fiquei e dadas as alterações que a organização anunciou ter introduzido, estava expectante pois quando repito provas, gosto que estas variem.

Em boa hora essas alterações foram efectuadas. O percurso ficou mais duro mas ficou também muito mais bonito, levando-nos a locais de fazer cortar a respiração com tanta beleza.

A prova não é propriamente fácil, com bastante desnível e um constante sobe e desce com trilhos bastante técnicos e com muita água e lama à mistura.

Na edição deste ano houve 3 provas: 77 km, 40 km e 21 km, sendo esta última a novidade do evento em termos de distâncias.

Os vencedores das provas foram Armando Teixeira (Salomon) e Maria Pereira (NPA Gonçalo velho) nos 77 km, Kamil Lesniak (individual) e Sandra Koblmueller (Salomon) nos 40 km e Manuel Moreno (Morcegos Trail) e Filipa Vilar (ATRP) nos 21 km.

É impressionante a adesão da população local a este evento. As pessoas são de uma entrega e generosidade comovedora.

Associações, bombeiros, escuteiros, rádio e jornal local dedicam-se de alma e coração ao evento que leva o nome de Santa Maria além fronteiras.

De salientar a importância para a economia local proporcionada pelo evento, nomeadamente em termos de alojamento, restauração e produtos locais.

Quem nunca veio correr aos Açores não imagina o que por lá os espera. Não há brochura, fotos ou videos que possam ilustrar e riqueza daquelas paragens.

Nada consegue mostrar os sabores da sua gastronomia sem lá estar e fazer o nosso palato explodir de agrado. Só lá estando o nosso nariz consegue sentir o cheiro da terra, do ar e do mar. Só lá estando podemos ouvir histórias fantásticas de quem nunca de lá saiu e de quem saiu mas regressou pois a terra puxa-os como as mães puxam os seus filhos para o seu regaço.

Parabéns à vasta equipa que nos proporciona estas aventuras e vivências fantásticas, à descoberta do que mais puro e belo o nosso país encerra.

Obrigado Mário Leal por teres acreditado que este sonho que um dia tiveste seria um sonho eterno em cada ilha que nos mostras.

Os Açores são assim. Entram em nós e fazem-nos contar os dias até ao dia do próximo regresso.

Dulce Félix vai participar no grupo de elite da Maratona de Londres

Autor: Vitor Dias  /   Fevereiro 21, 2017  /   Publicado em Notícias  /   Sem Comentários

No próximo dia 23 de Abril terá lugar a mítica maratona da cidade de Londres com a presença assegurada da portuguesa Dulce Félix no grupo de Elite. A maratona de Londres é um dos grandes eventos de atletismo a ter lugar em 2017 na capital inglesa a par dos campeonatos do mundo que estão agendados para a primeira quinzena de agosto. O ano de 2017 será particularmente movimentado no que respeita a eventos desportivos em Londres. Ainda neste ano ocorrerá por lá a World Cup of Gymnastics e o primeiro festival londrino da PokerStars. Ademais, também ocorrerá as finais do circuito ATP na capital do Reino Unido.

Dulce Félix é a esperança portuguesa na prova

A atleta vimaranense conta no currículo com várias medalhas nos europeus de corta mato e foi medalha de ouro na prova dos  10 mil metros nos campeonatos da Europa de atletismo de Helsínquia em 2012. Dulce Félix participou na maratona dos jogos olímpicos de 2016 onde logrou alcançar o 16.º lugar com o tempo de 2:24.04 horas.

A maratona de Londres tem sido uma prova com boas prestações por parte das atletas portuguesas. Jessica Augusto foi 10ª classificada em 2016 e 6ª em 2014 enquanto Dulce Félix fez 7º lugar em 2014 e 8º lugar em 2015 estabelecendo a sua melhor marca pessoal na distância com 2:25.15 horas e que lhe valeu a posição de melhor atleta europeia à chegada.

A atleta do Benfica é a participante feminina não africana com melhor tempo na prova de 2017 mas conta com a oposição das quenianas e das etíopes de entre a quais, muito provavelmente,  sairá a vencedora da prova. A grande favorita é Jemima Sumgong do Quênia, primeira classificada em 2016 e e vencedora da competição olímpica no Rio de Janeiro. No entanto, a presença de Mary Keitany e Florence Kiplagat, também do Quénia, e das etíopes Aselefech Mergia e Mare Dibaba promete uma disputa acesa pela vitória final na prova feminina.

Nos homens também se espera que os atletas africanos dominem a prova. Com a ausência notada de Eliud Kipchoge, campeão olímpico no Rio e vencedor das duas últimas edições da prova londrina, o favoritismo recai sobre o seu compatriota Stanley Biwott e sobre o etíope Kenenisa Bekele, vencedor da maratona de Berlim em 2016.

Copyright © 2008-2017 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.