Kamil Leśniak venceu o Trail Ilha Azul

Autor: Vitor Dias  /   Maio 30, 2016  /   Publicado em Notícias, Slider  /   Sem Comentários

kamilO polaco precisou apenas de 7 horas, 6 minutos e 52 segundos para percorrer os 70 km daquela que foi a principal novidade da terceira edição do azores trail run® (atr). O evento, que decorreu este sábado, 28 de maio, no Faial, contou ainda com o já conhecido Trail Faial costa a costa, onde o português Tiago aires levou a melhor, e o trail dos 10 vulcões, onde a vitória sorriu ao austríaco Andreas Tomann. Outra novidade da edição deste ano foi o family trail.

A terceira edição do ATR fica marcada pelas condições meteorológicas bastante adversas que trouxeram dificuldades acrescidas aos atletas. Todavia, às 5 da manhã no Forte de São Sebastião, na cidade da Horta, os 70 atletas na linha de partida para a prova de 70 km – o recém introduzido Trail Ilha Azul – estavam longe de imaginar as dificuldades que os esperavam mais à frente.

Com um deslumbrante amanhecer atlântico como cenário, o grupo percorreu zonas ex-libris da cidade da Horta, como a Marina, e também alguns segredos escondidos dos trilhos faialenses.

Na Praia do Almoxarife, o polaco Kamil Leśniak assumiu a liderança e nunca mais a largou. O atleta da Inov-8, de 22 anos, tinha estado nos Açores em outubro/novembro último, na Triangle Adventure, prova da chancela ATR que se desenrola nas ilhas do Faial, Pico e São Jorge. Nessa altura Kamil classificou-se em segundo lugar e desta vez vinha apostado em fazer melhor.

Acabou por conseguir, 07h06m52s depois, ao chegar a Vulcão dos Capelinhos depois de uma travessia agreste, muito fria e molhada, pela Caldeira.

Com mais 22m11s que Leśniak, Cláudio Quelhas ocupou a segunda posição do pódio, fechado pelo espanhol José Fernandéz.

Nas mulheres, Carla Cristina foi a mais rápida, ao concluir o percurso em 10h49m21s.

Destaque para o primeiro atleta açoriano, o faialense Roberto Duarte, do Clube Independente de Atletismo Ilha Azul, sexto da geral.

A nebulosidade, o frio e a chuva tornaram o percurso e o próprio trilho cada vez mais difíceis, o que se refletiu no número elevado de atletas que não conseguiram concluir o percurso (15).

FAIAL COSTA A COSTA – 46 KM

 A terceira edição do Faial Costa a Costa arrancou da freguesia da Ribeirinha às 09h30, com  209 atletas na linha de partida. O início da prova caracterizou-se por muita animação, no entanto, à medida que o percurso se alongava para o interior da ilha e as condições meteorológicas pioravam, foram surgindo mais dificuldades aos atletas. Ainda assim, o português Tiago Aires conseguiu completar os 46 km do percurso em 04h31m02s. A melhor marca até hoje na prova continua, no entanto, a ser a do espanhol Tofol Castanyer, vencedor em 2015, com um tempo de 03h55m10s.

Aqui o pódio foi dos portugueses, com Miguel Martins a classificar-se em segundo, a cerca de 10 minutos do primeiro, seguido de Jerôme Martins.

Sara Brito, 13.ª da geral, foi a melhor mulher em prova (05h26m36s). Nos açorianos o destaque foi para o “Morcego Saulo”, da equipa “Morcegos Trail”, em quarto lugar. Dário Moitoso foi o melhor faialense em prova (7.º da geral).

Também esta prova ficou marcada por muitas desistências: dos 209 na linha de partida, apenas 160 concluiriam o percurso.

TRAIL DOS 10 VULCÕES – 22 KM

No Trail dos 10 Vulcões as dificuldades começaram logo de início, com muita chuva e frio na Caldeira, local de partida da prova. Aqui a vitória sorriu ao austríaco Andreas Tomann, que no dia antes se tinha sagrado vencedor do Km Vertical da Montanha do Pico, primeira prova de skyrunning nos Açores e que também conta com a chancela ATR. Tomann demorou 01h43m02s a concluir os 22 km do percurso. Nesta prova a melhor marca continua a pertencer ao faialense José Batista, que em 2014 concluiu o percurso em 01h35m39s.

Depois de Tomann, dois açorianos para fechar o pódio: o faialense Rui Silveira classificou-se em segundo lugar, a 04m44s do vencedor, seguido do picoense Ricardo Ávila.

Destaque para Ester Alves, uma das atletas revelação do trail nacional no ano passado, que se classificou em 8.º da geral e foi a melhor mulher em prova.

Nesta prova, de percurso bastante inferior às outras, as desistências foram menos, apesar da dureza do percurso ser a mesma: dos 275 atletas na linha de partida apenas cinco não concluiram a prova.

FAMILY TRAIL – 10 KM

Outra das novidades desta edição do ATR foi a introdução do Family Trail, uma prova de 10 km com o intuito de dar a oportunidade de competir aos que se iniciaram há menos tempo nas corridas, bem como de proporcionar uma caminhada agradável às famílias que alinhassem na iniciativa.

O agravamento do estado do tempo obrigou a alterar o ponto de partida da prova, que largou da Casa das Lavadeiras, junto à Caldeira.

O mau tempo não demoveu grande parte dos inscritos, com 94 participantes a comparecer na linha de partida. Destes, apenas um desistiu.

Quanto às classificações, Rui Escobar foi primeiro, com 42m35s, seguido de Otávio Melo e Nelson Amaral.

Artigos relacionados

  • Azores Trail Run – Quase todos querem voltarAzores Trail Run – Quase todos querem voltar Resultado de inquérito aos atletas mostra que a maior parte aproveitou para ficar alguns dias na ilha e fazer turismo. Realizada em maio último na ilha do Faial, a segunda edição do Azores Trail Run (ATR) contou a […]
  • Azores Trail Run 2016Azores Trail Run 2016 Aquela que foi a prova pioneira no que ao trail diz respeito no arquipélago açoriano, abriu hoje as incrições para a edição 2016. A prova que se realizará na ilha do Faial, conta com várias novidades e as inscrições […]
  • Concurso Azores Trail Run (inscrição + viagem + hotel)Concurso Azores Trail Run (inscrição + viagem + hotel) O CorrerPorPrazer.com, em parceria com a organização do Azores Trail Run irá oferecer a possibilidade de poder participar na edição deste ano desta magnifica prova, que se realizará a 28 de Maio. Para ganhar uma ida […]
  • Azores Trail Run por dentro e por fora – crónica de um ansiado regresso ao triânguloAzores Trail Run por dentro e por fora – crónica de um ansiado regresso ao triângulo Sentado em busca de concentração sinto a mente vaguear e com ela aparentemente também o corpo. Sinto-o balançar. Sinto-me balançar. Olho as pernas e confirmo a imobilidade. Desisto. Entrego o comando. Estou na […]
  • Azores Trail Run 2015Azores Trail Run 2015 Já foi apresentada a segunda edição do Azores Trail Run. A prova irá realizar-se no dia 30 de Maio de 2015 e promete o mesmo sucesso alcançado na edição deste ano. Todos os que participaram na edição inaugural desta […]
100k Portugal

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2015 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.