Banco BIC – 24 h Portugal visto por dentro

Autor: Joao Meixedo  /   Outubro 12, 2015  /   Publicado em Crónicas, Slider  /   2 Comentários

vitor_luis_meixedoToca o despertador. Apesar das pálpebras cerradas vejo com nitidez o filme que começa a passar à frente dos meus olhos. No silêncio de um despertar supostamente rotineiro, emociono-me.

No dia anterior, após ter lutado com todas as minhas forças para evitar adormecer ao volante, numa curta viagem de 40 quilómetros a meio da tarde, só tive tempo de tomar um duche e seguidamente arrastar-me até à cama. Não seriam ainda 7 da tarde.

A noite que a precedera tinha sido dormida muito rapidamente. Lembro-me de ter passado pelas brasas sentado no padock, embrulhado num saco-cama, enquanto ia trocando palavras entorpecidas com atletas que se revezavam e outros que faziam curtas pausas.

Na noite anterior a essa havia-me esquecido de jantar e não teria fechado os olhos por mais de duas horas. Eram 4 da manhã e ainda eu andava pela pista a verificar estacas e a esticar fita de marcação, com a ajuda dos amigos Armandino Leite e José Soares – um trio tão improvável quanto perfeito.

Os dias que antecederam o fim-de-semana da prova foram também eles desgastantes, tendo tido necessidade de encaixar nos rotineiros deveres profissionais e afazeres familiares os últimos detalhes para que tudo corresse bem na segunda edição das pioneiras 24 horas de Portugal a correr. Centenas de quilómetros percorridos dentro da cidade do Porto, dezenas de horas de contactos telefónicos e um sem fim de linhas escritas, em mails e textos variados. Deslocações a Vale de Cambra, entrevistas, reportagens, interacções com entidades oficiais, autoridades, patrocinadores, fornecedores e atletas. Horas e horas de conversas telefónicas e presenciais com o meu parceiro de aventura e bom amigo Vítor Dias. Tudo acertado ao pormenor.

A acção começara antes da acção. Com uma semana de antecedência, o pessoal da Câmara Municipal de Vale de Cambra, sob a batuta do indispensável Miguel Alves, iniciara a montagem das diversas tendas de apoio e na véspera da prova já nós tínhamos o cenário afinado, com a ajuda da Ana, do Gonçalo e do Francisco, dos inestimáveis companheiros de Retorta e da equipa do banco BIC.

Quando no sábado o dia amanheceu soalheiro, já nós tínhamos o duche tomado e o pequeno-almoço no estômago havia umas boas duas horas. Era tempo de rever procedimentos e fazer um ponto da situação, distribuir tarefas e ocupar posições.

O meio-dia chegou sem aviso prévio e os atletas lá partiram. Recordo o calor e o vai-e-vem entre o padock e o extremo oposto do parque, com o cesto da bicicleta carregado de garrafas de água. Havia música e festa. Lembro-me dos bombos e do palco sempre animado com aulas de variadas de ginástica e dança. Recordo o cair da noite e da banda a tocar dentro da tenda abrigo. Do frio que se instalou e da humidade que persistia. Do silêncio sepulcral no acampamento e do dia que tardava a clarear. Das conversas entrecortadas por um grito de incentivo aqui e ali e do sol que finalmente nasceu. Do final da prova. Dos vencedores, que foram muitos. Do João Oliveira e da Carmen em apoteose. De abraçar emocionado a Analice pedindo-lhe que voltasse em 2016. Dos abraços. Muitos. Dos amigos todos, uns antigos e outros que passaram a sê-lo. E da lágrima que na altura limpei e que agora volta e escorrer.

Obrigado a todos.

Artigos relacionados

  • 24 horas a correr apresentadas oficialmente24 horas a correr apresentadas oficialmente Oito países e cerca de 300 atletas estarão a correr em Vale de Cambra a 19 e 20 de setembro. Vale de Cambra prepara-se para receber, nos dias 19 e 20 de setembro, cerca de 300 atletas e milhares de visitantes oriundos […]
  • Nutrição para provas 24HNutrição para provas 24H A alimentação na endurance é uma eterna aprendizagem. À medida que aumenta a distância que o Homem pode percorrer, as necessidades nutricionais aumentam significativamente mas a sua satisfação torna-se uma tarefa cada […]
  • Inscrições mais baratas para as 24 horas a correr acabam amanhã (sábado)Inscrições mais baratas para as 24 horas a correr acabam amanhã (sábado) As inscrições a preços mais favoráveis para o 24 h Portugal / 24 Horas a Correr decorrem até ao próximo dia 28 de Fevereiro. O 24 h Portugal / 24 Horas a Correr é um evento desportivo de corrida de resistência, […]
  • 24 horas solidárias24 horas solidárias Para além de serem conhecidos ultramaratonistas, a Carmen, o Ricardo, o Capela, o Fernando, o Pedro e o Caldas têm outra coisa em comum: um enorme coração. Nos dias 19 e 20 de Setembro, estes atletas irão, por […]
  • 24h Portugal – Corredores solidários24h Portugal – Corredores solidários Ricardo Bastos, José Capela e Carla André irão correr a prova 24h Portugal - 24 horas a correr com fins solidários. Saiba quem são, quais as instituições que beneficiarão e como se poderá associar a estas […]
100k Portugal

2 Comentários

  1. Orlando Duarte 13 de Outubro de 2015 22:37

    Caros Amigos, primeiro que tudo, obrigado pelo vosso convite e pela insistência na minha participação.

    Esta prova estava, de todo, fora dos meus planos de participação e em boa-hora aceitei contribuir para o aumento substancial de participantes.

    Como é sabido não há provas perfeitas e esta, não fugindo à regra, não esteve perfeita, mas esteve mais perto da perfeição do que o contrário.

    Gostei imenso do ambiente, do espírito de amizade e, sobretudo, de solidariedade! Realço e saliento as várias causas solidárias defendidas por vários atletas e as centenas de km que foram percorridos por quem não pode e carece de ajuda, desde as crianças, os idosos e os doentes!

    Foi uma prova que me preencheu o ego a todos os níveis, quer desportivos, quer sociais!

    Posto isto, Meixedo, valeu a pena teres perdido essas horas de sono (ganhas no terreno), e por isso deixo aqui os Votos de agradecimento e de parabéns pelo vosso excelente trabalho!

    Se recomendo esta prova a um amigo? Sem dúvida!

    Se volto em 2016? Porque não?!

    Um Abraço e até à próxima!

  2. João Meixedo 14 de Outubro de 2015 0:01

    Amigo Orlando,

    São palavras honestas como as tuas que nos fazem abandonar todas as hesitações e decidir avançar. 24 h Portugal 2016 será uma realidade.

    Muito obrigado pelos teus diversos contributos de que tenho sido alvo desde que nos conhecemos.

    Aquele abraço,

    Meixedo

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2015 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.