Reebok One Cushion

Autor: Vitor Dias  /   Junho 20, 2014  /   Publicado em Equipamento, Testes (reviews)  /   Sem Comentários

Reebok One CushionTestamos o novo modelo da marca Reebok. Segunda a marca, as One Cushion são um modelo neutro que concentra uma variada gama de tecnologias onde se destaca a intenção de proporcionar fluidez nas várias fases da passada.

A sola é caracterizada pela área do calcanhar dividida para corrigir os efeitos de superfícies irregulares, muito útil para treinos e provas em superfícies empedradas, muito vulgares em artérias de cidades portuguesas, nomeadamente nos centros históricos.

A parte superior não contém costuras ou camadas adicionais, o mesmo acontecendo no interior de modo a maximizar o conforto e minimizar a fricção.

Uma característica geral do modelo é ser extremamente leve. O seu peso é de 266 gramas, relativamente inferior a modelos de marcas concorrentes.

A parte da frente é bastante ampla e a parte superior em rede oferece um arejamento e um conforto aos dedos bastante agradável. A rede é bastante bem protegida, evitando a entrada de pequenas pedras ou areia.

A zona do calcanhar (parte superior) é bastante dura, mostrando não ser por aí que as sapatilhas acabarão. Esta dureza não é prejudicial dando mesmo uma sensação de conforto e estabilidade às mesmas.

No que respeita ao amortecimento, não são das sapatilhas com maior amortecimento que já testamos. No entanto, achamos que por vezes um amortecimento excessivo torna as mesmas mais instáveis. Achamos portando que este modelo atingiu um equilíbrio entre estas duas características.

Reebok One CushionA sola é bastante simples, sem exageros de pormenor. No primeiro treino de teste, o piso estava molhado e no  empedrado com subidas, tornou-se muito complicado evoluir no terreno, com consequentes escorregadelas. Voltamos aos mesmos locais com terreno molhado e depois seco e o problema estava mesmo no facto de ser a primeira corrida. Qualquer sapato de corrida precisa de ser minimamente rompido para se tornar eficaz no que à tração diz respeito.

Em resumo, as One Cushion não são apenas bonitas nem são umas autênticas almofadas. Trata-se de um modelo bastante equilibrado, tanto em termos de estabilidade, de tração e de durabilidade. Ao fim de mais de 150 km estão como novas, facto a ter em conta dado que o investimento neste tipo de equipamento torna-se pesado na bolsa de qualquer corredor assíduo.

Este modelo não irá decepcionar quem nunca correu com  reebok e não irá fazer perder os habituais clientes da marca.

Artigos relacionados

  • Skechers Go Run Strada – Mais do mesmoSkechers Go Run Strada – Mais do mesmo Não obstante ser habitualmente utilizada com uma conotação pejorativa, sirvo-me, neste caso, da expressão que dá título ao artigo para apontar no exacto sentido contrário. Começo pois pelo final, para deixar logo à […]
  • Salomon Sonic Pro – TesteSalomon Sonic Pro – Teste Não é de estrada. Não é de trail. É de estrada e de trail. Testamos este modelo da marca francesa Salomon que se apresenta como um híbrido, contendo características capazes de se adaptar a diferentes terrenos. Depois […]
  • ON-RUNNING – A revolução está na ruaON-RUNNING – A revolução está na rua Ao contrário do que é habitual, naquela sexta-feira de manhã encontrava-me em casa, pelo que pude receber directamente das mãos do transportador a encomenda recém-chegada da Suíça. Batida a porta, pouso […]
  • Skechers GORun 2Skechers GORun 2 Fomos convidados pela marca norte-americana Skechers a testar as suas novas sapatilhas de corrida, as Skechers GORun 2. Corremos com elas cerca de 100 Kms e trazemos até si a nossa opinião acerca desta marca ainda […]
  • Onde andam os nossos pés?Onde andam os nossos pés? Paulo Silva irá responder-nos a esta e a outras questões. Tire todas as dúvidas que tem acerca de calçado desportivo. Paulo Silva, um conceituado técnico de calçado, especialista na vertente desportiva e autor […]
24h Portugal 2017

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2017 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.