Canelite

Autor: Vitor Dias  /   Dezembro 20, 2008  /   Publicado em Lesões e Doenças  /   21 Comentários

Muitos são os atletas que padecem desta enfermidade, que sendo raramente grave, deixa sempre uma certa frustração a quem vai ter quase obrigatoriamente que parar por uns dias. Saiba como a evitar ou livrar-se dela.

A canelite é uma inflamação do principal osso da canela, a tíbia, ou dos tendões e músculos da tíbia, podendo mesmo tornar-se em fractura de stress. É uma lesão comum em atletas que praticam futebol, ténis, ciclismo, corrida e ginástica olímpica.

Alguns factores que podem desencadear esta lesão:

- Pronação dos pés
– Prática de desportos em terreno muito rígido
– Uso de calçado inadequado
– Factores genéticos

Prevenção

Dê preferência a calçado de corrida flexíveis na parte frontal. Troque as sapatilhas sempre que as mesmas atinjam os 480 a 640 km. Use uma calcanheira para reduzir o choque, assim como suporte para arco do pé ou palmilha de amortecimento, se necessário. Não aumento seu volume de treino drasticamente ou faça treino de velocidade prematuramente. Corra uma menor quilometragem e faça-o sobre superfícies mais macias. Inclua corrida em piscina ou outra actividade física complementar.

O cimento é seis vezes mais severo para os seus tecidos da tíbia do que o asfalto. O asfalto é três vezes mais severo do que a terra batida. A relva é ainda mais macia, e diminui significativamente o risco de inflação na região da tíbia.

Faça alongamentos antes e depois da corrida. Cometeu um erro no treino e doí-lhe a canela? Coloque gelo, tome anti-inflamatórios (se necessário) e não cometa o mesmo erro novamente!

Se lhe dói a canela sempre que faz séries em terreno rígido, faça-o sobre terra batida, relva, areia, no tapete do ginásio ou faça corrida na piscina. Faça a quantidade apropriada de treino de velocidade e corra num ritmo adequado. Gradualmente aumente os treinos de velocidade para até 10% do volume semanal numa sessão, e não corra mais rápido do que o seu ritmo numa corrida de 5 km até que seja capaz de realizar os 10% sem dores agudas.

Não se esqueça de fazer o regresso à calma… Provavelmente a parte do treino mais esquecida. Correr por mais 3 ou 5 km pode ser desagradável depois de fazer 20 repetições de 400 metros no ritmo de corrida de 5 km. A corrida leve introduz sangue com os seus nutrientes e acelera a extracção dos produtos do desgaste da corrida rápida. Adicione 400 metros de caminhada no final, pois com isso estará a contribuir para desinflamação nos músculos. Molhe as pernas com água gelada, coloque os pés ao alto por 20 minutos enquanto se re-hidrata e arrefece.

A musculatura da tíbia trabalha de encontro aos grandes músculos da panturrilha, e é a última musculatura a aquecer e a primeira a arrefecer. Com isso em mente, faça exercício para fortalecê-la. Sentado numa cadeira, desenhe círculos largos com o seu dedão do pé, e depois desenhe o alfabeto. Depois de algumas semanas, adicione o exercício “pote de tinta”: sentado numa mesa, pendure um peso no dedão do pé e levante-o flexionando o tornozelo numa sessão de 12 repetições. Ou então enganche um cinto elástico, ou item similar, ao redor do dedão do pé e empurre-o contra ele 10 vezes e depois o puxe-o em sua direcção 10 vezes. Reduza a sua quilometragem para se livrar da inflamação na região da tíbia. Já que os músculos da região da tíbia são os últimos a aquecer, calçar meias de cano longo pode ajudar no aquecimento.

Dor na parte exterior da tíbia? Caminhe apontando os pés para dentro durante um minuto por dia. Dor na parte interior? Caminhe com os pés apontados para fora por um minuto. Aumente gradualmente os exercícios descritos acima até atingir 5 minutos. Então, caminhe sobre seus dedos e sobre o calcanhar com os pés apontando para dentro e para fora.

Tratamento

Use gelo e anti-inflamatórios não esteróides no começo da inflamação. Então trabalhe a flexibilidade: alongue antes e depois do exercício. Deite-se de costas com um pé no ar. Coloque uma toalha à volta da sola do seu pé, e puxe com a sua mão esquerda para trazer os dedos do pé para baixo e para a esquerda, o que irá alongar os músculos à direita.

Massage cuidadosamente o músculo respeitando sua tolerância à dor podendo utilizar um anti-inflamatório tópico nessa massagem. Use gelo alternando com calor húmido… então submeta a musculatura à amplitude total de movimento.

O uso de Palmilha ortopédica pode auxiliar o tratamento.

Fonte: Wikipédia

Artigos relacionados

  • Asma no Desporto – À Conversa com o Especialista…Asma no Desporto – À Conversa com o Especialista… O Centro de Medicina Desportiva do Porto e o Instituto do Desporto de Portugal, irão organizar na próxima sexta-feira (19 de Dezembro de 2008), pelas 21h30, o colóquio: Asma no Desporto - “À conversa com o […]
  • Versões AudioVersões Audio A partir de hoje há uma nova funcionalidade aqui no site. Alguns dos artigos estarão disponíveis em versão audio. Saiba mais acerca deste novo serviço. A partir de agora, sempre que veja o símbolo "Versão Audio", […]
  • CaneliteCanelite A canelite pode ser definida como uma inflamação dos tecidos moles da perna (canela) que causa dor, e é agravada pelo exercício. Esta lesão é originada pela inflamação dos tendões, músculos ou periósteo, causada por […]
  • Como tratar uma inflamaçãoComo tratar uma inflamação As doenças inflamatórias crónicas são cada vez mais frequentes. Explorar os fatores causadores e corrigir hábitos de vida é essencial. A Inflamação (do latim Inflammatio: acender fogo) é a forma pela qual se […]
  • Síndrome de compartimento anteriorSíndrome de compartimento anterior A síndrome de compartimento é uma condição dolorosa que ocorre quando a pressão dentro da bainha que envolve cada músculo aumenta, diminuindo assim o fluxo sanguíneo, o que impede a nutrição e oxigenação das células […]
pub_criosauna_596x93

21 Comments

  1. Fabio Lima 18 de Abril de 2009 12:58

    Gostaria de saber mais sobre o aipim

  2. carlos 10 de Fevereiro de 2011 9:26

    Canelite!? alguém me dá dicas?

    Boas. Tenho esta dor.
    Começou a cerca de duas semanas a jogar futebol num relvado sintético. Pensei que fosse passageiro e continuei. ISto foi a uma segunda. Na terça corri 5km em passadeira, na quinta corri 4km em alcatrão. Ambos os dias dores suaves. No sabado fiz 36km de bike em alcatrão sem dor. No domingo corri 10km em alcatrão sem dor. Segunda mais 1h a jogar futebol em piso relvado sintético com dor a agravar…

    Agora vou parar com corridas e futebol, mas não queria deixar o btt.

    Alguem acha que me deva deslocar ao médico ou apenas um anti-inflamatório que possa comprar sem receita?

  3. Vitor Dias 10 de Fevereiro de 2011 11:10

    Olá Carlos

    Dos casos que conheço de canelite, o problema resolve-se com paragem absoluta e reinicio da prática em terrenos moles (relva e terra). Claro que gelo e anti-inflamatório também ajudará numa mais rápida recuperação. Mais vale ter paciência numa recuperação com pausa de exercício do que ver o problema agravar-se no futuro. Sei que é fácil dizê-lo e difícil fazê-lo. Tudo dependerá dos compromissos e opções de cada um.

    Votos de boa e rápida recuperação.

    Cumprimentos

    Cumprimentos

  4. carlos 10 de Fevereiro de 2011 17:40

    Boas. Obrigado pela resposta!

    algum anti inflamatorio que seja bom? nome?

    Alguma meia elastica ou algo para as canelas elastica?

    Andar de bike prejudica?

  5. Vitor Dias 10 de Fevereiro de 2011 21:30

    Viva.
    Talvez Voltaren (não opte pelo genérico).
    Em principio a bike não prejudicará mas o descanso faria melhor.
    Cumprimentos

  6. Carlos 10 de Fevereiro de 2011 23:21

    Boas. Thanks pela dika! foi o que comprei!

    Porque bike? gosto de andar! acho que não força tanto o pe! mas dia 3 tenho uma provazita/passeio de btt de 60km…

    mas vou parar pelo menos 1 semana!

  7. alexsandro morro 14 de Maio de 2012 0:32

    boa tarde sofro com canelite pratico futsal gostara de saber de uso de huma palmilha para ajudar pois futsal é no piso duro ???

  8. Alexsandro Moro 14 de Maio de 2012 0:35

    Olá, sofro com este problema há algum tempo,pois, pratico futebol de salão, gostaria de saber se tem algum tipo de palmilha que ajudaria a diminuir a dor.

  9. leomagina_cjz@hotmail.com 11 de Outubro de 2012 15:56

    QUANDO VOU JOGAR,COMEÇO BEM MAIS DEPOIS DEALGUNS MINUTOS COMEÇAM A APARECER AS DORES,O QUE EU POSSO FAZER PARA EVITAR DORES DURANTE OS JOGOS?

  10. jaime silva 4 de Maio de 2013 18:14

    Sofri uma vez de canelite, a meio dos treinos para uma maratona, e usei a fita da quinesiterapia e foi remédio santo. Parei apenas oito dias e recuperei e fiz um tempo melhor do que estava à espera ( 3h15m, em vez de 3h25m! Daí para cá nunca mais sofri tal lesão e ainda consegui bater o meu tempo na maratona do porto – 3h10m!

  11. wendell 16 de Agosto de 2013 20:05

    após, algumas partidas de futebol, comecei sentir dores nas canelas pensei quer fosse má circulação.
    mas, após pedala 70km. as dores retornaram com muita força!estou começando o tratamento, será que tem cura?

  12. wagner 3 de Setembro de 2014 16:53

    boa tarde gostaria de saber quais são os exercícios de aquecimentos mais completos ´para evitar a canelite

Publique um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*

Copyright © 2008-2014 Correr Por Prazer ®. Todos os direitos reservados.